Crônica sabática(assim intitulada por mim, recebida no 26/09/2010):

A minha classe de 4º ano primário, que emoção! Nunca imaginei ver essa foto!
Outro dia, num acesso de reminiscências, contei para minha mulher que a dona Clarice tinha um xodozinho por mim… Muitas vezes eu terminava os problemas da lousa bem antes dos outros e aí virava um demônio, infernizando os colegas da frente, de trás e dos lados. Tinha uma impaciência por ver como demoravam e, não tendo o que fazer, então infernizava: bolinhas de papel, cutucões, cócegas por baixo da carteira, o diabo. Dona Clarice me dava a bronca devida mas eu percebia um risinho meio irônico, meio de admiração pelas molecagens. Às vezes ela não aguentava e ria mesmo.
Então chegou o grande dia de glória, quando ela me convidou para almoçar em sua casa num sábado, dia sem aula. D. Clarice morava numa pensão respeitável para moças no alto da av. Angélica, perto de onde morre a rua Minas Gerais. Era um daqueles casarões do começo do século.
Fui, claro, honradíssimo. Almoçamos, conversamos e ela me levou até o ponto de ônibus na rua Minas Gerais. Para encerrar com chave de ouro, ela me deu um chocolate Diamante Negro de presente. Naquele tempo a rua MG dava mão no sentido bairro-centro, ao contrário do que é hoje. Peguei o ônibus 55 (praça do Patriarca-Sumaré) e desci perto de casa.
Claro que na segunda-feira eu tirei a maior onda com a classe inteira. “Quem aqui já almoçou na casa da dona Clarice?”
Dias de glória, saudades imortais, sentimentos profundos, alegria da infância.
Wilma, muito obrigado por esse cadeau!
Jéthero

Esse post foi publicado em Expressão livre: textos dos leitores, Uncategorized. Bookmark o link permanente.

5 respostas para Crônica sabática(assim intitulada por mim, recebida no 26/09/2010):

  1. Suely Ramos disse:

    Olá Wilma

    Estou acompanhando o blog e amando. Como você sabe, faço parte da equipe do CRE Mario Covas e estamos entrevistando ex-caetanistas. Nosso objetivo é registrar as experiências escolares de cada entrevistado e colocá-las em nosso site, além de disponibilizar o material na íntegra para os pesquisadores do campo da Educação. Estou com inveja das fotos. Temos um acervo incrível de fotos, mas a maior parte está sem identificação. Nossa ideia é fazer um mutirão com os ex-alunos para identificá-las.
    Nosso projeto de Memória Oral estão nos blogs, por meio dos links:
    http://educavideosp.wordpress.com/category/cre/page/5/
    http://www.educavideosp.com.br/?p=484
    Espero que vejam e façam comentários… logo postaremos outras.
    Wilma espero contar com uma entrevista sua quando vier ao Brasil.
    Grande abraço.
    Suely Ramos

  2. Jéthero Cardoso disse:

    Wilma
    Assim como não imaginava ver a foto da minha longínqua classe, também não poderia imaginar que você publicaria minha singela resposta a teu e-mail aqui no blog!
    Assim não vale.
    Jéthero

  3. Jéthero;
    Se vc achar que fui indelicada e preferir que eu tire a sua crônica, pode dizer; apenas acheia-a tão doce e pura, que merecia ser compartilhada.
    Ah! como gostaria que os outros leitores fizessem o mesmo!
    Abs, wilma

    • Jéthero Cardoso disse:

      Não, não, você podia publicar. Fiquei emocionado mesmo com a foto e ao ver dona Clarice com a classe. Nenhuma objeção à publicação, mas daí a você chamar meu simples e-mail de crônica é muita honraria…

  4. Paulo Campos Filho disse:

    Jéthero

    Sua fisionommia já havia trazido boas recordações do IECC,e quando li seu nome imediatamente liguei à sua simpática pessoa.Espero que haja outros encontros dos colegas do IECC,para que possa estar presente,já que no último não me foi possível ir.
    Abraços

    Paulo Campos Filho

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s