5772, Roch Hachana. Ano Novo com mel.

Amigos de infância, filha e nora; 28/09/11.

28/09/11. Hoch Hachana

Para mim, que na véspera havia saboreado uma deliciosa truta profana com meu amigo Jorge Dantas*, ontem, ao contrário, tive uma noite sacra em companhia daqueles que me consideram “cria da sua casa”. Explico melhor:
Quando era adolescente, convivi com uma família de confissão judaica, que me abriu os braços e as portas da sua casa; o clã dos Hillel, ao qual pertecia meu amiguinho Iacov.
Ontem, 28 de setembro de 2011, a irmã de Iacov e toda a sua linda família me receberam à sua mesa para comemorarmos o Roch Hachana, a entrada do 5772° ano do calendário judaico.
Fiquei muito emocionada ao rever o grupo todo, inclusive com gente que encontrei pela primeira vez, porque aquelas crianças cresceram, se tornaram pais e avós e até mesmo bisavós.
A cerimônia foi pungente; Jacques, o marido da Vichy, sentou-se à cabeceira da mesa e os copos foram enchidos de um licoroso vinho tinto, benzido por um rabino, para ser bebido após a leitura de um salmo da Bíblia.
Os homens cobriram-se com suas kippas e feita a oração recitada em hebreu, que tem os mesmos versos encontrados na liturgia católica, bebemos aquele néctar.
Nessa cerimônia ninguém se veste em preto(côr das roupas das noivas) e, pelo fato da indumentária ser clara e a comida doce, simbolizam a doçura que o ano a vir deva ter.
Existe uma norma no serviço à mesa: primeiramente o caldo de galinha servido com uma massa fina, o Kneidale.
A entrada consumida, chegam os bolinhos de peixe(Gefilt fish) que por coincidência é um prato tradicional romeno que as freiras dos conventos fazem com peixe do rio Danúbio moído, temperado e cozido. Eles são acompanhados de purê de beterraba com raiz forte e harenques defumados.
Seguiram-se vitela e salmão acompanhados de Varenikis, ravioles de massa de batata com cebolas fritas e, por isso mesmo, doces.
Tudo maravilhoso para quem participa pela primeira vez desse tão belo ritual!
Para finalizar pretende-se estar à mesa uma fruta da estação ainda não provada durante o ano, geralmente a maçã(Hemisfério Norte), fruta carregada de uma simbologia muito forte, tanto na religião, como na psicanálise.
Quando terminávamos a comemoração, que fora a leitura do salmo, houve lugar em português apesar das diversas línguas europeias que meus amigos falam por nascimento ou necessidade que o Êxodo lhes criou, o jogo do Brasil X Argentina, já coloria a tela da televisão, provando que a miscigenação cultural e social é um produto tipicamente brasileiro.
No nosso melting pot existe lugar para todos irmãos, cada qual com sua doçura especial, cada qual abrasileirando seus costumes e crenças, recriando no panorama cultural do País, um painel colorido e original nas gamas verde-amarelas.
Amém; e Chana Tova

Jorge, de cabelos branquinhos, em Barcelona conosco.

* professor da FAU foi um dos primeiros colegas de Pierre aqui na Secretaria do Planejamento, na década de 70, sob o Governo Paulo Egydio

Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

2 respostas para 5772, Roch Hachana. Ano Novo com mel.

  1. Maria Lúcia de França Camargo disse:

    Wilma
    CHANA TOVA
    Que seja um ano muito doce para todos nós.
    Como você disse, não importa a qual religião sigamos.
    DEUS é único!
    Beijos
    Lu Camargo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s