iecc – memórias / Primeiro Semestre do 3° Normal; cadeiras a partir de 1893.

iecc – memórias / Primeiro Semestre do 3° Normal; cadeiras a partir de 1893.

Queridos leitores:

(clicar abaixo e ESPERAR, por favor; documento pesado)

Primeiro semestre do 3° ano da escola Normal. A

B

Continuando a exposição das cadeiras adotadas pela Escola Normal e contidas no Relatório Prestes de 1893, poucos meses antes da inauguração da Escola Normal da Praça, segue a cópia do documento oficial pertencente aos APESP, onde vocês vão encontrar um segmento do largo conteúdo aplicado aos cursos dos futuros professores.

Verifiquem na parte de idioma estrangeiro aonde era possível que os alunos chegassem, como as traduções pedidas.

Sabemos que entre os alunos das Escolas Normal e Modelo havia, principalmente depois da mudança de endereço para a nossa Praça,  uma parcela dentre eles que descendia das famílias abstadas dos oligarcas do café.

No romance Amar, verbo intransitivo, do também caetanista Mário de Andrade, constatamos que as governantas dos palacetes dos barões do café também procediam da Alemanha* e, pela trama do livro, chegavam para trabalhar com os filhos homens até a sua puberdade, o “contrato” de trabalho exigindo, além do idioma alemão, da história e civilização germânicas,  a educação sentimental, que nada mais era que o desempenho da sexualidade dos rebentos da casa.

Sabemos também que logo o alemão-idioma estrangeiro seria cortado e substituído pelo latim, reforma que vigorou até 1961.

O fato igualmente de serem ensinadas tantas disciplinas ligadas às ciências da terra e do espaço, talvez não tenha a inocência de minhas interpretações precedentes: embora o ensino fôsse para FORMAR professores, um futuro fazendeiro poderia aperfeiçoar-se em disciplinas de utilidade ao empreendimento familiar…

Como viram, gosto muito de passear pelas minhas fantasias; aguardem mais.

Abraços delirantes,

wilma.

23/01/13.

* a maioria das governantas era francesa e respondiam aos anúncios publicados pelos barões do café no jornal Le Figaro.(nota minha)

Esse post foi publicado em Escola "Caetano de Campos" : escola paulista, material didático usado no iecc. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s