iecc-memórias – XXVI – Encerramento do ano escolar, ala feminina de 1895, na Escola Modelo Caetano de Campos.

iecc-memórias – XXVI – Encerramento do ano escolar, ala feminina de 1895, na Escola Modelo Caetano de Campos.

(wilma s. legris)9-  Aula de Caligrafia_1895(acervo Caetano de Campos – CRE M. Covas)

Queridos leitores:

Publicado em 7-12-1895, o artigo detalhado do jornal OESP relata a festa de encerramento do ano escolar em cada classe da Escola Modelo , na presença das autoridades de praxe, feita na véspera da publicação.

Na ocasião as meninas, todas individualmente nomeadas, assim que suas mestras,  segundo a classe e a promoção que obtiveram são citadas no longo artigo do jornal.

Como a escola representava os ideais da República e, aquela da Praça era a própria materialização da mesma, as festas  eram organizadas na presença de autoridades e sobretudo da imprensa, que servia de eco à elite republicana da qual fazia parte. Havia, pois, uma relação triangular entre a escola, a imprensa e as famílias leitoras do jornal OESP.

Aliás, o jornal OESP fazia as vezes do Jornal Oficial, colocando seus editais de matrícula, afastamento de professores e/ou servidores e deve ter servido de alavanca de carreiras administrativas e políticas entre os indivíduos que atuavam na cena social da época.

o o O o o

Escreve o jornal que, todas as salas de aula foram decoradas com adornos de papel feitos pelas alunas, com tecelagens em papel e recortes em cartão e que na sala do quarto ano predominou  na decoração o uso do papel vermelho, refletindo-se em rosa sobre os uniformes brancos das meninas.

Nas lousas das classes em questão, tudo foi escrito e desenhado com giz vermelho.

Bernardino de Campos presidiu os exames, que começaram às 10H30’, começando pela classe do 1° ano de dona Carmen Azevedo. Com ele estavam Alfredo Pujol e Gabriel Prestes.

As meninas responderam questões sobre o corpo humano ; houve também uma lição sobre as formas verbais(omitido no artigo) com os modelos de Prang(através de cartazes- nota minha) e depois daquela lição, as alunas fizeram ginástica. Em seguida elas cantaram“A canoinha » do professor maestro Antonio Carlos.

A aluna de sobrenome Fonn  recitou e entregou flores artificiais a Beranardino de Campos, Alfredo Pujol e Gabriel Prestes.

Na classe do 2° ano regida por dona Mathilde Fretin, as meninas se levantaram à chegada das autoridades e entoaram “Nossa terra”; depois houve a apresentação de uma lição de linguagem, apresentação de ginástica e canto e demonstração com as varinhas de Prang.

Depois de lerem exporem a biografia de alguns brasileiros famosos, cantaram em francês a canção “Le nouvel an”.

A aluna Rosalina Gomes Barbosa discursou e entregouuma almofada de presente a G. Prestes ; dois buquês de flores naturais foram oferecidos às outras duas autoridades presentes.

No 3° ano, depois de se levantarem para receber os visitantes, as meninas fizeram exercícios de ginástica e cantaram em francês ; os exames foram os seguintes : linguagem oral com a   recitação de « A Patria” de Filinto de Almeida,  por E. de Godoy, uma lição de música pelo sistema Tonic Solfa, a poesia “As férias” , de Freitas Guimarães, recitada pela aluna Leonor Aguiar, perguntas de geografia sobre o Estado de São Paulo,  classificação zoológica dos animais, entrega dos cartões* de promoção.

Seguiu-se o  canto As férias, acompanhado ao piano pela professora Maria Valéria, musicado pelo maestro Antonio Carlos.

Maria de Godoy discursou e ofereceu um buquê de flores artificiais feito pelas alunas ao dr. Bernardino de Campos; Angelina de Campos ofereceu um buquê a Julio Mesquita.(dono do jornal OESP – nota minha)

Leonor de Aguiar recitou poesia do dr Freiats Guimarães e ofereceu um retrato ao diretor da escola com enquadramento realizado em classe com cartão e passe-par-tout . Bernardino de Campos agradeceu.

Na classe de 4° ano regida por Flotilde Braga, depois que as alunas se levantaram para receber as autoridades, cantaram ” Enfim  soou a hora” ; houve exame de História do Brasil, Botânica e Aritmética ; depois foi recitada uma poesia e distribuidos os cartões de promoção.

Rita Pinto da Silva recebeu as autoridades na sua classe de 5° ano  e depois dos salamaleques de praxe, as meninas cantaram o Hino a Tiradentes do maestro Antonio Carlos ; resolveram problemas de álgebra e a aluna Maria de Barros recitou um poema em francês. Houve prova de Anatomia e de Fisiologia. Depois as meninas cantaram «O meu cavalo »  e apresentaram uma lição de francês .

Olympia Bella recitou em português e os cartões de aprovação foram distrinuídos.

A aluna Olivia de Freitas entregou roupinhas de bebê destinadas à maternidade ; as roupas foram feitas em classe pela meninas.

Luiza Campos Salles também discursou e  ofereceu um buquê ao diretor Gabriel Prestes.

Esther Mesquita (filha de Júlio?  – nota minha) ofereceu um buquê a Bernardino de Campos, que também discursou homenageando o diretor da Escola e os professores da Escola Normal e da Escola Modelo “Caetano de Campos ».

Como vocês puderam ler, o ritual das festas era  sempre o mesmo e tinha por objetivo o enaltecimento da ESCOLA, variando apenas os nomes dos alunos e as autoridades presentes.

Abraços enaltecidos;

wilma.

24/03/13.

* os boletins

Esse post foi publicado em Publicações do jornal 0ESP desde 1894 sobre o IE Caetano de Campos. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s