O professor de latim do I. E. Caetano de Campos, Aroldo de Paiva, vai ser homenageado no livro “Paisagens de um educador”.

Queridos leitores:

Primeiro pensamos que se falasse do professor Manuel; depois a mente ficou mais clara: era sobre Aroldo Eliseu de Paiva, que ensinou o latim até 1961 no IECC, até que a nobre letra morresse pela segunda vez, no patíbulo de uma das reformas educacionais.

Ele não foi meu professor, porque como aluna do 1° ginasial em 1962, também fui condenada, à revelia, a não aprender latim; entretanto, foi Aroldo Paiva, professor de outros leitores, como de  Eloisa Salvato, que deu continuidade à correspondência que precede essa, abaixo de Eduardo Eliseu de Paiva, filho do professor Aroldo e da sua então, ex-aluna caetanista e mackenzista, Marilu, da turma de 64 do IECC.

                                                                          .:oOo:.

Prezados,

Boa noite.

Obrigado Sra. Wilma, por compartilhar meu e-mail. Na verdade sou filho do seu antigo professor de latim do IECC, Aroldo Eliseu de Paiva, que está com 83 anos e vive no Sumarézinho, em São Paulo.Uma prima está finalizando um pequeno livro sobre a vida dele  (Paisagens de um Educador) e foram inseridos alguns testemunhos de ex-alunos de algumas escolas por onde lecionou.Entretanto notei que não havia qualquer testemunho de um ex-aluno deste grandiosa instituição de ensino e foi quando encontrei , pesquisando na internet, a referência feita a ele (abaixo), por isso vim solicitar se pudessem dar um testemunho mais específico, da época em foram alunos dele, não sei se todos ou apenas a Sra. Eloísa, que teve a recordação.

Minha mãe , aluna do IECC entre 1955 e 1960 (creio eu – anexo uma foto da sua turma do último ano de ginásio), já no Mackenzie, cursando o secretariado, apaixonou-se e casou-se em 1962 com seu ex-professor de latim e poderia dar este testemunho, se não tivesse nos deixado há 5 anos atrás, prematuramente. Por isto, se puderem colaborar com alguma referência, serei grato. Cordialmente,

Eduardo Antunes de Paiva

Brasília – DFIECC_Marilu_circa_1960

Eloisa Salvato
02:06 (Il y a 8 heures)

à Eduardo, moi, José
Quando recebi esse e-mail da Wilma, falou-se do Prof. Manuel de Paiva, que não foi meu professor. Não sabia que se falava do Prof. Aroldo. Ele foi meu professor de latim substituindo o Pr. Jair de Moraes Neves, que adorávamos. Logo o prof. Aroldo me conquistou, porque eu adorava ler e como disse no blog, ele me apresentou Tagore e eu passava as manhãs na Biblioteca Municipal, lendo os seus livros, que me tocaram profundamente. Ele foi meu professor na terceira e na quarta séries do ginásio.

O nosso professor de Português era o Prof. Felipe Jorge, que era rigorosíssimo e famoso por deixar o pessoal de segunda época. No exame oral eu precisava de 9, para passar direto e estava apavorada.

Naquele dia o Professor Felipe Jorge estava feliz, porque havia sido escolhido para paraninfo de nossa turma. Eu tive que falar sobre fonética e ele me perguntou onde ficava a campainha, desajeitadamente abri a boca para mostrar, quando ele me disse: “fica no corredor” .

O Prof. Aroldo estava na banca do exame de Português, porque naquela época para os exames orais havia dois professores da matéria. Quando sorteei o ponto com o Prof. Aroldo, saiu o 9 e eu disse que era o que eu precisava. Naquela altura, com o bom humor do titular, consegui relaxar e até brincar. Enfim tirei 9,5.

Foi histórico, porque nunca ninguém precisando de 9 ou até menos um pouco, conseguia se livrar da segunda época.

Não sei exatamente do que você precisa. Só posso lhe dizer que ele é muito querido e como eu era festeira, costumava recolher dinheiro da classe para as festas de aniversário dos professores preferidos. Fui comprar o presente e acho que comprei uma jaqueta. Isso foi em 1956. Formei-me em Ciências Sociais em 1964 e o única coisa que consegui foi me efetivar como professora de História em 1970, porque sofremos todo o tipo de boicote. Em 1972 fui comissionada no Centro de Recursos humanos e Pesquisas Educacionais e coordenei a área de estudos sociais, na divulgação dos guias curriculares para os professores.

Nunca mais vi o Prof. Aroldo, mas sei que naquela época ele estava na Secretaria da Educação.

No blog da Wilma tem várias fotos da minha turma. Se puder ajudar em outras coisas, é só pedir. Eloísa
Para: Eduardo Paiva, Eloísa Salvato, Wilma Legris
————————————————————-
 
Olá, caetanistas!
 
Minha cara Wilma me informa que foi contactada pelo sobrinho do prof. Manuel de Paiva — também conhecido como Mr. Spoken English — que nos dava aulas de inglês no IECC no final dos anos 1950. Sim, foi meu professor no curso ginasial.
 
Estou aqui pronto para o que der e vier. Disponha, prezado Eduardo. O impossível, faço na hora. Milagres demoram um pouquinho mais.
 
Salve, escola que tanto adoramos!
 
Um abraço,
José Horta Manzano
BrasildeLonge.com

                                                                             .:oOo:.

H. Manzano
12:41 (Il y a 1 heure)

à Eduardo, moi, Eloisa
Prezado Eduardo,
Pois é, estamos nos referindo, você e eu, a diferentes professores Paiva. O meu era Manuel e lecionava inglês. Seu pai, Aroldo Eliseu, não foi meu professor. Tive oito anos de latim com o prof. Mario Biral, já falecido há muitos anos.
Na foto onde aparece sua mãe, creio reconhecer, além do diretor Dr. João Carlos Gomes Cardim, uma pessoa só: é a Hiroko, a japonesinha de jeito sapeca.
Você está muito provavelmente certo quanto ao ano. Sua mãe deve ter terminado o ginásio no IECC no final de 1960. Vou-lhe dizer o que me leva a essa conclusão.
Eu terminei o ginásio em 1961. O curso colegial (não sei como se chama hoje, é o que se seguia ao ginásio, para jovens de 15/16 anos) foi inaugurado no IECC em 1962. Assim, tive a sorte de pegar a primeira turma, de 1962 a 1964.
Havia duas variantes: clássico (= humanas) e científico (=exatas & biológicas). Fiz o curso clássico. Diferentemente do científico, éramos um punhadinho de homens no meio de muitas garotas. Com uma exceção, nenhuma das garotas da foto que você mandou me parece familiar. A exceção é justamente Hiroko, a japonesinha.
Mando-lhe anexada uma foto de 1962, com nossa classe de 1° clássico. Hiroko, a garota de quem lhe falo, poderia bem ser a que leva o número 12. Este seu criado aparece sob o n° 30. Observo que até o gesto da japonesinha, de passar o braço direito sobre o ombro da colega ao lado, é o mesmo nas duas fotos.
O que explicaria, então, que nenhuma das outras figurantes da foto de 1960 apareça na de 1962? Teriam todas cursado normal ou científico? A probabilidade mais razoável é que Hiroko tenha repetido a última série do ginásio. Isso explicaria ter iniciado o colegial em 1962. É só uma hipótese que me ocorreu agora. Sem garantia.
Desejo muito sucesso ao livro sobre a vida de seu pai.
Boa continuação!1962 Clássico foto de turma-02
Um abraço,
José Horta Manzano
www.BrasildeLonge.com
cc: Wilma, Eloísa

Abraços latinos,

wilma.

30/04/13.
 
————————————————————

Esse post foi publicado em Atualidades, Fotos. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para O professor de latim do I. E. Caetano de Campos, Aroldo de Paiva, vai ser homenageado no livro “Paisagens de um educador”.

  1. Prezado Fernando (filho de Aroldo Eliseu de Paiva):

    Relendo “Paisagens de um educador”, livro em homenagem ao mestre Aroldo, senti-me na obrigação de dizer que, depois de me formar no clássico, na inesquecível Caetano de Campos, correspondi-me com seu pai, meu ex professor e eterno amigo. Aroldo era um amante da epistolografia e presenteou-me com cartas ( vide páginas 277 a 279) durante meio século. Sem qualquer exagero, foi o melhor professor que tive e o mais criativo. Se escolhi o magistério, “a culpa” foi dele…
    Um grande abraço,
    Régis Eduardo Camargo Martello

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s