Cris Grego sabe garimpar: trouxe-nos uma pepita de ouro do https://www.facebook.com/SpArquiteturaEcletica.

Fotos da Linha do tempo1900 jardim da infância
O JARDIM DA INFÂNCIA CAETANO DE CAMPOS NA PRAÇA DA REPÚBLICA EM SÃO PAULO

Foto …de Guilherme Gaensly, fotógrafo , que fez um registro precioso da cidade de SP da Belle Époque Paulistana.
Acervo iconográfico do Departamento de Patrimônio Histórico de São Paulo.

Apenas nas fotos é que podemos ver o prédio do Jardim da Infância, pois ele não está mais lá. Foi demolido no início da década de 40, na gestão do Prefeito Prestes Maia, para dar lugar à Avenida São Luís.
Peço desculpas aos arquitetos e historiadores simpatizantes da obra de Prestes Maia, pois quanto mais eu pesquiso a história urbana da cidade de São Paulo, menos eu gosto das obras de Prestes Maia. Aliás, Prestes Maia não parecia muito simpatizante com a educação infantil: em sua gestão, diminuiu-se o ritmo de construção de parques infantis (criados pelo Prefeito anterior, Fábio Prado) para apenas três, dos quarenta e seis previstos.
Triste lógica de alguns administradores municipais que, no afã de realizar grandes obras, não hesitam em passar por cima dos símbolos históricos e culturais.

1894. Inaugurava-se o edifício da Escola Normal Caetano de Campos, projeto de ramos de Azevedo. O prédio do Jardim ainda não estava lá, e só seria inaugurado dia 18 de maio de 1896, ainda em caráter provisório, em antigo prédio da Avenida Ipiranga, até a conclusão do novo edifício, mandado construir por Bernardino de Campos e concluído logo no ano seguinte.

O novo prédio, aos fundos era completamente isolado do resto da Escola Normal Caetano de Campos , era cercado por um vasto jardim. Davam acesso a ele duas escadas em fraca rampa com pequenos degraus, assim construídas para evitar que as crianças caíssem ao subí-las. Compunha-se de quatro salas de aula e um grande salão central em forma octogonal para reuniões gerais e solenidades infantis, de 15m x 15m, onde foram pintados a óleo, entre outros, os retratos de Froebel, Pestalozzi, Rousseau e Mme. Carpentier. O salão era coberto por uma cúpula metálica, abaixo da qual havia uma galeria sustentada por colunas de ferro, destinadas ao público por ocasião de festas. Havia mais duas salas anexas ao corpo do edifício, uma para depósito do material e outra para reunião das professoras, perfazendo uma área de 940m2. Dos lados e no meio do jardim erguiam-se dois pavilhões para recreio das crianças.Ver mais.
a img_interna_historica3_620_01
O edifício Caetano de Campos foi inaugurado em 2 de agosto de 1894 e foi sede da primeira Escola Normal paulista. O prédio constitui-se num dos mais significativos monumentos republicanos do Estado de São Paulo. Com 225 janelas, 86 metros de largura e 37 metros de profundidade nos pavilhões laterais, o edifício foi construído para ser um dos símbolos da educação do Estado.Ver mais
De: SP arquitetura eclética

Queridos leitores:

Obtive o texto acima graças à minha amiga Cleusa que co copiou e depois o colou em duas mensagens diferentes.

A proveniência do documento acima é o facebook e como não me encontro inscrita, não chego àquilo que é publicado por vocês e para vocês.

Por isso, caso tenham tempo, peço-lhes de me enviarem tudo o que possa interessar ao blog…

Quanto à Cristina Grego, foi ela uma das primeiras caetanistas a colaborar com o blog e, para quem tem paciência, basta colocar o nome da colega no retângulo destinado à “pesquisa” no portal do site e vai encontrar todas as fotos que ela gentilmente nos mandou.

Abraços reencontrados,
wilma.
28/09/13.

Esse post foi publicado em Escola "Caetano de Campos" : escola paulista. Bookmark o link permanente.

2 respostas para Cris Grego sabe garimpar: trouxe-nos uma pepita de ouro do https://www.facebook.com/SpArquiteturaEcletica.

  1. Temos muita sorte de poder contar com a obra do fotógrafo suíço Guilherme Gaensly (nascido Wilhelm Gänsli, no Cantão de Lucerna). Deixou um acervo fabuloso. Seus retratos são um primor de precisão helvética como esse do Jardim da Infância. E não percamos de vista que essas chapas foram batidas com os recursos de 120 anos atrás!

    Nascido em 1843, Gänsli já não era criança quando documentou a grande transformação da capital paulista, entre 1895 e 1928, ano de seu falecimento.

    Falando em Prestes Maia, engenheiro de formação, a história oficial guardou seu nome como o de um grande prefeito. Não ponho em dúvida sua honestidade profissional. No entanto, faltou-lhe visão.

    Quando assumiu a prefeitura em 1938, SP já andava pelo milhão e meio de habitantes e já dava todos os sinais de vir a tornar-se uma metrópole. Em vez de privilegiar o transporte público de massa ― o metrô ― optou por um grande plano de avenidas. A Avenida 9 de Julho com seu túnel, por exemplo, é obra sua. Preferiu a facilidade e o imediatismo.

    Sua escolha incentivou o transporte individual de superfície e pôs na geladeria, por 30 anos, o desenvolvimento de linhas de trem urbano e de metrô.

    Na época em que os bondes eram o meio de transporte predominante, a cidade crescia ordenadamente, seguindo as linhas traçadas pelo tramway. A partir da gestão de Prestes Maia (1938-1945), as linhas de ônibus prosperaram. O resultado foi uma urbanização aleatória e selvagem. Tornou-se possível arruar e construir em qualquer lugar, dado que o ônibus chega facilmente a qualquer grotão.

    Deu no que deu. Estamos ― com muita dificuldade e muuuuito lentamente, diga-se ― tentando recuperar o atraso. Os poucos quilômetros de metrô com que SP conta hoje já deviam ter sido implantados nos anos 40. Para uma megalópole desse tamanho, uma rede metropolitana decente teria de ser 5 vezes mais extensa que a atual.

    Só para efeito de comparação, Buenos Aires inaugurou sua primeira linha de metrô em 1913. O métropolitain de Paris começou em 1900. E o subway londrino, o pioneiro, já funcionava desde 1863.

    Merci, Monsieur Maia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s