iecc-memórias – CXIV – 1906 começa mal para Cardoso de Almeida.

1°/02/1906 NO jornal OESP:

A rotina anual continua porque houve chamada da Secretaria da Escola Normal para relembrar aos alunos as condições de matrícula já definidas anteriormente para o Jardim da Infância e da Escola Modelo Caetano de Campos.
Enquanto isso…

Agua mole em pedra dura…

1900... _José_Cardoso_de_Almeida(Cardoso de Almeida)

Para que seguiu os eventos mais importantes sobre a Escola Normal da Praça, escola Modelo Caetano de Campos, Jardim de Infância e outras anexas mais, sabe que Oscar Thompson “não engolia” muito bem o dr. Cardoso de Almeida, que como “chefe maior” da Educação em São Paulo, queria botar a sua colherinha na nossa escola.

Pois bem, no dia 02/02/1906 de 1906 o jornal O Estado de São Paulo publicou o seguinte artigo:

A Secretaria do Interior e da Justiça, dirigida pelo dr. José Cardoso de Almeida foi cindida em duas secretarias, ficando o antigo secretário com a a pasta da Justiça, sendo aquela do Interior dada ao sr.Gustavo de Oliveira Godoy.
O dr. Cardoso de Almeida se dirigiu ao palácio para tomar para juramento perante ao Presidente do Estado e depois seguiu em direção da Secretaria para tomar posse do “novo”(aspas minhas) cargo onde era esperada por um grupo enorme de autoridades.

No parágrafo que segue aquele com os nomes de todos os senhores presentes, não aparecem os nomes das autoridades da nossa Escola Normal da Praça e das suas escolas anexas, porque para elas o jornal reservou o parágrafo seguinte, onde outras muitas personalidades eram citadas, como os dois secretários do Inspetor Geral do Ensino, o sr. Mario Bulcão e o dr. Oscar Thompson, diretor da Escola Normal da Capital, que abrem o dito parágrafo; apenas depois do nome do diretor da nossa escolar é que aparece o de Emílio Ribas, por exemplo, e dos demais figurões.

Quando Cardoso de Almeida tomou da palavra, dirigiu-se ao dr. Godoy relatando os 21 mese que passou como secretário do Interior e da Justiça ; não acredito que tenha sido com sinceridade que Cardoso de Almeida dividira o seu poderoso cargo, mas vamos aos fatos: o discurso é até humilde, pois reconhece que se houve erros, aqueles que devem agora ser sanados.

O detentor da Pasta do Interior respondeu honradamente como havia feito o seu predecessor e ambos citaram os deveres republicanos como motor de suas respectivas atuações passadas e futuras.

Ambos secretários receberam os cumprimentos de todos os presentes e, do jardim do palácio, podia ouvir-se a prestação musical da Banda da Força Policial.

Chegando ao seu gabinte, que os funcionários enfeitaram com flores naturais, havia outro grupo de altas autoridades, toda elas com seus nomes citados, que esperavam o secretário.

Discursou o diretor interino, o dr. Carlos Reis(que havia sido membro da nossa escolar, lembram-se?) e que, em nome dos demais colaboradores ofereceu como presente ao dr. Cardoso de Almeida, doze volumes finamente encadernados do Direito Civil Comparado, de Filippi, o que proporcionou aos ouvintes outro discurso do presenteado.

Falou o dr. Bulcão e respondeu-lhe Cardoso de Almeida, adjetivando-se de paulista e de republicano, querendo conciliar-se com as autoridades que talvez não tenham aceito com prazer os seus propósitos reformadores no setor da educação pública, de quando acumulava as duas pastas…

Tomada a posse, o dr. Cardoso de Almeida regressou ao Palácio do Estado, com a lista dos novos colaboradores a ser entregue ao presidente do Estado.

Oscar Thopson deve ter tido uma boa noite!

Bagatelas:

05/01/1906(OESP)
Duas professoras formadas pela Escola Normal da Praça propõem aulas para os cursos Primário e Intermediário, na Rua do Arouche, n° 28.
Aulas diárias das 11 às 15 horas à partir do 8 de janeiro de 1906.
Assina Macedo Soares, o diretor, que também é lente da Escola Normal da Praça.

 
06/01/1906(OESP)
O professor Arnaldo de Oliveira Barreto, braço direito de Oscar Thompson e redator da Revista do Ensino (nota minha) , deixa seu posto para passar a Inspetor das Escolas Complementar e Modelo anexas à Escola Normal em benefício dos professores Carlos Alberto Gomes Cardim e do professor Alfredo Machado Pedrosa.

Anúncios
Esse post foi publicado em CAETANO DE CAMPOS PARTE I de 1894 até 1920 O QUE FOI PUBLICADO SOBRE A ESCOLA NORMAL DA CAPITAL NO JORNAL O ESTADO DE SÃO PAULO ?, Publicações do jornal 0ESP desde 1894 sobre o IE Caetano de Campos. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s