A vanguarda da Escola Caetano de Campos é tema de doutorado na Unicamp

 

Qua, 17 de Julho 2013 – 13:27

A vanguarda da Escola Caetano de Campos é tema de doutorado na Unicamp

Ana Regina

Ana Regina Pinheiro(in Focus; UNICAMP)

A histórica Escola Caetano de Campos é tema de um doutorado apresentado na Faculdade de Educação da Unicamp, em 2008. “Caetano de Campos: Escola Paulista, Escola Vanguardeira”, da pesquisadora Ana Regina Pinheiro, fala dos educadores que, entre as décadas de 1930 e 1940, transformaram o colégio em um espaço de convergência das políticas de nacionalização do ensino implementadas pelo Governo Vargas no processo de escolarização de São Paulo.

A história do Caetano começou em meados do século XIX. Em 1846, a Escola Normal Caetano de Campos recebeu os seus primeiros estudantes na Praça da Sé. Em 1894, foi transferida para a Praça da República e, em 1978, para a Aclimação.

A tese da pesquisadora concentra-se sobretudo no legado deixado por três profissionais da Educação, que atuaram entre os anos 30 e 40: a diretora Carolina Ribeiro, o primeiro diretor da Escola Normal no Período Republicano, João Lourenço Rodrigues, e a bibliotecária Iracema Marques, que criaram o Jornal Nosso Esforço e a Biblioteca Infantil e deixaram marcas respeitáveis não apenas para a escola, mas para a Educação Pública paulista.

Durante a pesquisa realizada entre os anos de 2004 e 2008, Ana Regina Pinheiro descobriu como o Caetano de Campos tornou-se um escola-modelo graças à atuação dos seus educadores e a sua relação com as políticas públicas, sociais e educacionais.

A criação do Jornal Nosso Esforço, na década de 30, por exemplo, estabeleceu uma forma legítima de negociação dos conflitos pedagógicos e políticos entre a comunidade escolar.

A pesquisadora estudou documentos selecionados do acervo da Biblioteca Infantil do Caetano, como atas, regimentos, trabalhos e redações de alunos e também fotografias e materiais de divulgação de eventos, especialmente os relacionados ao Jornal Nosso Esforço.

O trabalho de 219 páginas aponta para “a não exclusividade do Estado na organização da atividade pedagógica e também para a articulação dos educadores em defesa de uma memória educacional paulista diante de medidas centralizadoras, anti-regionalistas implementadas durante o processo de nacionalização do ensino.”.

A autora Ana Regina Pinheiro é pesquisadora da Fapesp na área de produção de impressos escolares, livros e revistas pedagógicas e grupos de memória da escola. A íntegra do doutorado “Escola Caetano de Campos: Escola Paulista, Escola Vanguardeira” está na Biblioteca Digital da Unicamp:www.bibliotecadigital.unicamp.br

Clique abaixo para saber mais!

Escola “Caetano de Campos” – tese de Ana Regina Pinheiro

Esse post foi publicado em escola vanguardeira TESE de A.R. Pinheiro.. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s