Fotos de alguns professores da Escola Normal da Capital que nem todos viram.

Queridos leitores:

 

Caetano de Campos, Antonio Mercado, Ruy Paula Souza, Prudente de Moraes, Bernardino de Campos, Peixoto Gomide e o Coronel Lisboa  foram alguns dos republicanos que se interessaram à Educação e participaram diretamente à criação da ENC(Escola Normal da Capital).

1890- talvez Caetano de Campos, Antonio Mercado, Paula Souza, Prudente de Moraes, Bernardino Campos,Gomide e cel.Lisboa, de Modesto Carvalhosa

 

1895 Marcia Percy Browne   A senhorita Marcia P. Browne, acolhida pelos republicanos, deixou provisoriamente o Colégio Americano(Mackenzie) para prestar serviços ao ensino  público de São Paulo,  trabalhando ao lado de Caetano de Campos e de Gabriel Prestes;  esse último, que dirigiu a nossa escola na Praça desde 1894, é visto abaixo com outros professores e com normalistas da ENC no final do século XIX.

1900 seesp 5967575759_38e0d77b5b_z

1900- Normalistas com o Diretor Gabriel Prestes_final do século XIX

 

Oscar Thompson, o segundo diretor na ENPraça, e que esteve no cargo por muitos anos é visto entre seus alguns de seus professores na década seguinte.

Estilo: "Color tone - neutral"

 

 

O professor Baragiola, passou pela nossa escola desde o começo do século XX e até meados da década de 20 esteve ali presente.

Estilo: "Color tone - neutral"

 

A foto de 1908 mostra todas as equipes pedagógicas  da ENC, assim que seus alunos.

1895- Alunos e Professores_Escola Normal_1895

Rosina Soares foi professora de trabalhos manuais e Ruy de Paula Souza era lente de francês, além de ter estado no posto de direção da escola, quando Oscar Thompsom precisou se afastar.

1909 a bandeira comissão executiva

 

 

Professores da ENC no ano de 1914.

1914 professores da E Normal(pedagogia)

1915 Rene BarretoRené Barreto e René Barreto Filho,  faziam parte do elenco.

Os “Cardim” deixaram sua marca na ENC durante décadas; abaixo vemos Gomes Cardim, que dirigiu a escola nos anos 20, com suas normalistas.

 

1920 Gomes  Cardim jr images

 

Nos anos 20, professores homens eram mestre-escola na E. Modelo Caetano de Campos para os grupos de alunos masculinos; naturalmente, as professoras ensinavam para as meninas.

 

1925 caetano-de-campos-terceira-papai

1926 -familia Manzano 1926

 

Na década de 40, nossos mestres vinham diretamente da FFCL da USP!

1955 Professoras, Professores e Direção_década de 1950

1927 site gastao   images        1931 2° ano CRE MC

Acima, alguns professores dos anos 20 e 30 representados nas imagens.

Abaixo, aqueles que nos ensinaram na Escola Modelo do IE Caetano de Campos nos anos 50 e 60. Conto com a professora L. Helena Cotomacci para identificar as mestras.

1950 talvez

1955 Professoras anos 50 a

 

 

1960- Primario com circulos

No ginasial tivemos a nata dos professores atuando no IECC, antes que a escola perdesse a sua autonomia e fosse vinculada aos demais estabelecimentos do Estado, no final dos anos 60…

1960 professores a

(mais Maria L. Mistrorigo, Antonieta de Paula Souza, Julia, Paiva e Biral)

 

1961 cardim    Casagrande homero 63 (à direita do professor Casagrande, encontra-se a professora Carmem L. Soares)

 

 

1959 Professor Enio Voss??????????????????????????????   1960 professor Orestes Rosolia  ???????????????????????????????

(Ênio Voss, Raul Schwinden, Rosolia, Broglio; Adelaide Acaraci, M. Leocadia, Silvia, Ernestina e Osvaldo Laurindo )1963 Homero  d 63

1964 Ernestina  1968  Fafi entregando diploma

Depois da década de 60 e começo da década de 70 não sobrou muita coisa da antiga Escola Normal da Capital e sua transferância para a Aclimação foi quando O IECC recebeu o seu tiro de misericórdia !

 

Créditos(APES, CRE MCovas, Blog do Iba Mendes)

Abraços mortos,

wilma.

24/09/14.

Esse post foi publicado em Fotos. Bookmark o link permanente.

9 respostas para Fotos de alguns professores da Escola Normal da Capital que nem todos viram.

  1. Maria Libania Nunes Leonel disse:

    Obrigada por enviar estas fotos. Fui aluna do prof.Rosolia, de Prof..Minervina, do Prof.Raul , do prof.Jair, e talvez de outros que aparecem nas fotos e não consegui identificar. Um grande abraço
    Libania

  2. Mansur Lutfi disse:

    Wilma, há uma fotografia entre as últimas em que está um professor ladeado de duas professoras, eles estão aparentemente em um posto de combustível. Não conheço o professor, mas a moça à esquerda era professora de inglês de quem não consigo lembrar o nome, mas morava em uma travessa da av. Angélica, penso que na rua Maranhão. A moça da direita é a professora de Química do colegial-científico e chamava-se Carmen Lúcia Soares.
    Era licenciada em Química em 1965 pelo então departamento de Química da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da USP, atual Instituto de Química-USP.
    Em 1966 ela era professora no IECC e como tantos outros professores dessa época atuava na congregação para que houvesse uma gestão mais democrática na escola, e em sala de aula, para que os alunos tivessem além de um conhecimento profundo de Química, também uma consciência social de como o conhecimento químico é utilizado.
    Incentivava, como vários dos melhores professores da escola, também a participação dos alunos no grêmio.
    A maior parte desses professores não era catedrático (não concursados), e em 1968 prestaram concurso e se efetivaram em outras escolas estaduais da rede.
    A Carmen Lúcia Soares teve em 1970 um câncer na laringe e operou. Estava ainda em convalescença quando foi presa no DOPS, junto com outra ex-professora do CC. O que tinha acontecido é que vários alunos (ou ex-alunos, não lembro) da Caetano de Campos haviam sido presos e sob tortura um deles tinha falado no nome de professores.
    Durante o interrogatório, a Carmen sofreu também tortura para falar nomes e organizações clandestinas. Uma dessas torturas foi o pau-de-arara, em que a pessoa fica dependurada, logo ela que tinha operado o pescoço!
    A vida da Carmen passou a ser um calvário, o clima de suspeita com tudo a levou à esquizofrenia, que ela conseguiu tratar e reverter. Mas em 1973 o câncer da laringe voltou e em fevereiro de 1974 ela faleceu no Hospital das Clínicas, com 33 anos.

  3. Mansur Lutfi disse:

    Uma correção, Carmen faleceu em fevereiro de 1975.

  4. O Maestro Vicente de Lima, flautista e pianista, natural de Barretos, SP, parece ter lecionado “canto Orfeônico” no Caetano de Campos na década de 50, 60. Gostaria de ver uma foto sua, pois fui seu aluno particular na década de 60. Grato

  5. Luiz Guilherme Winther de Castro disse:

    D. Wilma, não encontraram nda sobre Vicente de Lima? Meu e-mail é : luizguilhermewintherdecastro@hotmail.com
    Aguardo uma resposta, se possível e desde já agradeço.

    • Luiz Guilherme Winther de Castro disse:

      Não conseguiram foto do maestro Vicente de LIma, D. Wilma? Agradeço se puder responder pelo meu e-mail. Uma associação cultural de Barretos, terra natal do maestro, precisa de uma foto dele para a galeria de patronos. Só falta a dele, a do pai dele, Silvestre de Lima, eles já possuem. Obrigado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s