1967 – Nosso Esforço – Ano CCXI – Roteiro Histórico da Escola da Praça.

Naqueles idos de 1967, o substantivo “esfôrço” era acentuado para se diferenciar de “esforço”, conjugação do verbo esforçar-se na primeira pessoa do presente do Indicativo;  o mesmo acontecia com “professôres”, “modêlo” e outras daquelas palavras…

Em São Paulo, de lá para cá, muita água rolou e, nem a Educação, os seus professores e suas escolas  reafirmaram-se mais como “modelo”.

Ao contrário, apesar de no âmbito do Ensino público muitos “figurões” falarem no “esforço” ao plural, foram eles quem exterminaram as Escolas Normais; em compensação prédios foram construídos para servirem de escolas, professores mais ou menos formados ocuparam as salas de aula e muitas crianças aprenderam, bem ou mal, a ler, a escrever e a contar.

O Jornal Nosso Esforço  do primeiro semestre de 1967, relata a História da Escola Normal desde os seus primórdios no Brasil e, depois em São Paulo.

Vejam qual foi o  tímido percurso da Escola Normal paulista antes que os republicanos a desenvolvessem com a finalidade de erradicar a ignorância em nosso Estado e com o intuito de formar os futuros cidadãos que  comandariam o país.

Coube ao governo provincial paulista de Prudente de Moraes a tarefa de nomear indivíduos capazes de criar os programas mais modernos para a Escola Normal, de deslocalizá-la para a Praça da República em edifício adaptado às suas vocações, de buscar gente de fibra intelectual e moral para dirigir a entidade,  os melhores professores dentro e fora de São Paulo para ali ministrarem as aulas, de criar a Escola Modelo anexa, o Jardim de Infância e outros cursos que vocês poderão descobrir, lendo o nosso jornalzinho.

No que diz respeito à nossa escola, a mais importante do Estado, e que teve muitas denominações até ser chamada de Instituto de Educação Caetano de Campos, podemos notar que os seus momentos de glória foram pouco a pouco se apagando e que nos anos 60 instalou-se-lhe a decadência,  aprimorada à mediocridade dos seus derradeiros anos de existência.

 

 

1967 Nosso esfôrço couverture

1967 Nosso esfôrço P 2

1967 Nosso esfôrço P 3

1967 Nosso esfôrço P 4

1967 Nosso esfôrço P 5

 

1967 Nosso esfôrço P 6

 

1967 Nosso esfôrço P 71967 Nosso esfôrço P 8

 

1967 Nosso esfôrço P 9

1967 Nosso esfôrço P 10

1967 Nosso esfôrçon P 11

1967 Nosso esfôrço P12

1967 Nosso esfôrço P 13

 

1967 Nosso esfôrço P 14

1967 Nosso esfôrço P 15

1967 Noso esfôrço P 16

Esse post foi publicado em Escola "Caetano de Campos" : escola paulista. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s