iecc-memórias – CCCLIV – Visita da Missão Universitária Argentina à ENC.

09/09/1918(OESP)
Visita da Missão Universitária Argentina a São Paulo, com intituito de dar conferências na voz do professor Suarez, visitou várias instituições paulistas e estará presente no dia 11 de setembro, às 13 horas na Escola Normal da Capital, antes de partir para o Sul, no dia 18, pelo combôio da Sorocabana.

12/09/1918(OESP)
A Missão Universitária Argentina, encabeçada pelo professor Suárez, visitou ontem o Museu do Ipiranga e às 13 horas e meia esteve na Escola Normal da Capital, em presença do consul argentino, o dr. Alberto Alkaine, e os bacharelandos Idalício de Andrada e Silva presidente do Centro Acadêmico 11 de Agosto e Almeida Prado, do Grêmio da Escola Politécnica, onde foram recebidos pelo dretor , o sr. Gomes Cardim e os professores e lentes.
Visitaram assim as salas de aulas e presenciaram a realização de certos ecxercícios, para depois se dirigirem ao Anfiteatro do Jardim de Infância onde os alunos os receberam com grandes ovações e vivas ao Brasil e à Argentina. Seguiu-se a apresentação dos hinos dos dois países, cantados pelos alunos.

                                                               (Wikiédia)
                           Dr. José León Suárez, fundador da Facultade de Ciências Econômicas de Buenos Aires em 1913.           
                                      Pertenceu à Comissão de Direito Internacional da Sociedade de Nacões.

 
Discursou o estudante Narbal N. Fontes, elogiando o o “batalhador”, o dr. Leon Suarez e frisando que o mesmo estava retribuindo ao Brasil os protestos de bem-querer levados a ele por Ruy Barbosa, inclusive com trechos em espanhol, tudo publicado no artigo.
O Programa continuou com a seguinte apresentação:
1) Herbert; “Uma fonte”; coro orfeônico;
2) Affonso Celso; “ A joia”; aluna Jandyra Teixeira;
3) J. Gomes Jr.; “Voguemos”;
4) Miguel Zamacois; “Sept ans”; aluna Lucia Pacheco Jordão;
5) J. Gomes Jr.; “Suspiros”; coro orfeônico;
6) Luiz Edmundo; “ A ventura”; aluna Helena de Magalhães Castro;
7) Catullo Cearense; “O luar do sertão”; coro orfeônico.

A “galente” aluninha, Sylvia Pereira pronunciou uma saudação em espanhol, também inteiramente publicada no artigo.
O professor Suarez explicou que a missão universitária argentina estava passando de cidade em cidade desde Ouro Preto e era muito bem recebida sempre e comparou São Paulo, cidade à qual acabava de chegar, com Buenos Aires; abusou do aforismo: “Tudo nos une; até o idioma!”
Depois elogiou a Escola Normal, referindo-se aos seus inspiradores: Pestalozzi, Froebel, Horace Mann, Spencer e enfatizou a importância do ensino primário ali.
Seguiu-se-lhe o professor, sr. Agelo Pizarro Lastra, que relatou o conjunto de todas as visitas oficiais, mas sublinhou que a mais bela fora aquela, ali na ENC.
O programa continuou à noite, na Escola de Direito, com conferência do professor Suarez.

Anúncios
Esse post foi publicado em Publicações do jornal 0ESP desde 1894 sobre o IE Caetano de Campos. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s