PARTE II – CAETANO de CAMPOS -Começo de 1930 na Escola da Praça.

Janeiro de 1930

17/01/1930(OESP)

Registrada em Tribunal a cópia do contrato entre a diretoria de Obras Públicas e a firma Americano&Rodrigues Ltda, para a substituição dos forros em estuque por forros de mandeira no edifíco onde funciona a ENC e o Jardim da Infância.

 

FEVEREIRO de 1930

09/02/1930(OESP)

Coisas da cidade

Sugestão:

“Por que não se transforma o jardim da Escola Normal num jardim moderno, à semelhança do fronteiro, o belo jardim da Praça da República? Li, não sei onde, a ideia feliz de se modernizar esse jardim, tirando-se-lhe as grades que o separam da rua e dessa forma tornando-o uma parte do parque da praça da República. Essa lembrança , se fosse aceita e executada, havia de contribuir muito para a beleza do local e realce do grandioso edifício da Escola Normal.”

Assina “P”.

CURIOSIDADE:

O Jardim da Praça da República

Boa Tarde!
 
(…) Os jardins foram outra obsessão do prefeito (Antônio Prado). A praça da República era “um descampado, ora poeirento, ora enlameado, conforme a época do ano”, escreve Jorge Americano. Já serviria para corrida de touros, no tempo em que se chamou largo dos Curros, e ultimamente abrigava circos de passagem. 
 
 
1900 - Praça da República
A Praça da República, no início do século XX. O local lamacento seria a obra considerada a “menina dos olhos” do prefeito Antonio Prado. Acervo da Casa da Imagem. Sem Autoria.
Por votla de 1902, foi cercada de arame farpado. Prossegue Jorge Americano: “Vieram carroças, removeu-se a terra daqui para ali, fizeram o lago, plantaram árvores, gramaram canteiros e, numa tarde de Ano-Bom, com banda de música, foi inaugurado o jardim, com presença do presidente do estado e do prefeito.” O local se transformaria, segundo o mesmo autor, num ponto de reunião, depois do jantar, das famílias dos Campos Elíseos, da Vila Buarque e de Higienópolis. (…)¹
 
1905 - Jardim da Praça da República - Lado Raro - Revistas Kosmos - Luiz Francisco Moniz Figueira
Imagem foi retirada da Revista Kosmos. Mostra a inauguração do Jardim da Praça da República em 1905.
1910 - Praça da República - Rosenhain & Meyer - Ebay 2
Praça da República, c. 1905/1910. O edifício em segundo plano, era na época a Escola Normal, depois Caetano de Campo e hoje é a Secretaria Estadual de Educação. Será que era hora do almoço e a rapaziada que estava cuidando do assentamento da rua, estava tirando um descanso? Postal editado por Rosenhain & Meyer.
Guilherme Gaensly
Jardim da Praça da República, também de c. 1910, em imagem de Guilherme Gaensly, acervo do Arquivo Público do Estado de São Paulo
1905 - Jardim da Praça da República - Malusardi - DCP
Uma pena que nosso progresso não soube manter o que era belo. Mais um postal da época da inauguração do novo jardim. Postal editado por Malusardi.
O texto é do livro “A Capital da Vertigem”, de Roberto Pompeu de Toledo. Capítulo 1, página 34.

 

12/02/1930(OESP)

Leituras e Conferências

Curso de psicanálise, pelo dr. Durval Marcondes, na Sociedade de Educação

Realiza-se na próxima sexta-feira, às 20h e meia, no anfiteatro do Jardim da Infância , anexo à ENC, a sexta conferênciado Curso de Psicanálise promovido pela Sociedade de Educação e a cargo do dr. Durval Marcondes.

Tema: “A teoria do narcisismo”, acompanhada de projeções cinematográficas.

Entrada franca.

CURIOSIDADE:

Além de Georges Dumas, a ENC sempre que pôde incluiu convites para palestras e outras realizações aos mais ilustres conhecedores em psicologia…

 

Linha do tempo da Psicologia - CRP SP1912

Criação do Laboratorio de Psicologia na Escola Normal Secundaria de São Paulo.

1926

Sampaio Dória-professor da ENC- publicou Psychologia.

1927

Henri Piéron chegou à Escola Normal de São Paulo para lecionar Psicologia Experimental e Psicometria. As conferências que proferiu em seu curso foram publicadas no Psychologia e Psychotechnica pelo Laboratório de Psicologia Experimental dessa escola. Linha do tempo da Psicologia - CRP SP
 

1927

Fundação da Sociedade Brasileira de Psychanalyse em 24 de outubro deste mesmo ano por Francisco Franco da Rocha e Durval Bellegarde Marcondes, na cidade de São Paulo; foi a primeira Sociedade Brasileira de Psicanálise da América Latina. Linha do tempo da Psicologia - CRP SP
 (in: CRP-SP)
Fonte
18/01/2012
Anúncios
Esse post foi publicado em Parte II- Caetano de Campos - O QUE FOI PUBLICADO SOBRE A ESCOLA NORMAL A PARTIR DE 1920. Bookmark o link permanente.

2 respostas para PARTE II – CAETANO de CAMPOS -Começo de 1930 na Escola da Praça.

  1. luiza maria soares disse:

    O belo jardim ganhou ares de nobreza , com a presença do prédio magnífico da nossa Escola !

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s