PARTE II – Caetano de Campos – Primeiro semestre de 1933 na ENC.

(saopauloemarmas.1932)

A revolução de 32 deixou São Paulo em pandarecos; relativamente à nossa escola, pouco a imprensa teve do que falar, inclusive porque as aulas estiveram suspensas por bom tempo.

Interventores atuando por toda a parte, remendos materiais e sociais em vista, o jornal OESP não publicou muito sobre a Escola Normal da Praça; no entanto o fenômeno do escolanovismo se preparava nos gabintes da Capital Federal e o interventor havia  se casado com uma das herdeiras do jornal…

 NADA saiu publicado no jornal OESP em JANEIRO de 1933 sobre a Escola Normal da Capital, que era oficiosamente considerada Instituto de Educação.

FEVEREIRO de 1933

Efemérides

Algumas parcas linhas nos lembram da reinauguração da Escola Normal da Capital, quando seus estatutos foram modificados e sua importância reconsiderada.

16/02/1933(OESP)

“Aos 16/02/1875 – Inaugura-se com toda a solenidade a Escola Normal de São Paulo. Compareceram ao ato o  presidente da província dr. João Theodoro Xavier, o inspetor geral da Instrução Pública, dr. Aurélio de Souza Carvalho, e muitas outras pessoas gradas. Fez uso da palavra o Conselheiro Martim Francisco Ribeiro de Andrade. A escola ficou funcionando, a seção masculina numa sala da Academia de Direito; a seção femiunina, no Colégio da Glória, no Açu.”

(Wikipedia)Afficher l'image d'origine

Sobre  MARÇO  de 1933  NADA ENCONTREI sobre a ENC nos arquivos consultados.

ABRIL de 1933

23/04/1933(OESP) resumo

Eleição de Fernando Azevedo em março último durante a reunião da Congregação de professores do Instituto de Educação.

Estão conocados os chefes de serviço para o dia seguinte, às 11 horas.

MAIO de 1933

27/05/1933(OESP)

Vida Escolar

Os exames das diversas séries do Curso Fundamental Secundário da Escola Normal serão realizados de conformidade com as tabelas afixadas nas respectivas salas de aula e os que estavam designados para ontem, 25, foram transferidos para as mesmas horas de segunda-feira próxima, dia 22.

 

JUNHO de 1933

 NADA PUBLICADO.

CURIOSIDADES:

ARMANDO SALLES DE OLIVEIRA

Na foto abaixo vemos Armando de Salles Oliveira no palanque juntamente com Dona Carlota Pereira de Queiroz, primeira Deputada Federal do Brasil eleita por São Paulo em 1933. Durante a Revolução de 32 Dona Carlota organizou um grupo de 700 mulheres e junto com a Cruz Vermelha deu assistência a centenas de feridos que chegavam das frentes de batalha.

 photo Photo05-05-13232041_zpsb40bfe35.jpg

Dr. Armando de Salles Oliveira

 (…) Armando de Salles Oliveira foi o interventor civil e paulista nomeado por Vargas após a revolução, substituíndo os Generais Waldomiro Castilho de Lima e Manuel de Cerqueira Daltro Filho – que comandaram as tropas ditatoriais contra o exército constitucionalista.

Após formar-se em engenharia civil pela Escola Politécnica, iniciou bem-sucedida carreira como engenheiro e empresário. Casou-se então com Raquel de Mesquita, filha de Júlio de Mesquita, dono do jornal O Estado de São Paulo, de quem se tornaria amigo e sócio em diversos empreendimentos. Com a morte do sogro em 1927, assumiu a presidência da sociedade anônima proprietária do jornal. (negrito meu)

Filiado ao Partido Democrático (PD) de São Paulo, participou das articulações que levaram à criação, em princípios de 1932, da Frente Única Paulista (FUP) e, em julho daquele ano, à deflagração do Revolução Constitucionalista, contra o governo de Getúlio Vargas. Com a derrota do movimento, assumiu por um ano a direção d’O Estado de São Paulo, em virtude do exílio do diretor, seu cunhado Júlio de Mesquita Filho. No início de 1933, foi um dos articuladores da Chapa Única por São Paulo Unido, que disputou em maio as eleições para a Assembléia Nacional Constituinte e elegeu a maior parte dos representantes paulistas. 

Em agosto de 1933, por suas boas relações com as forças políticas do estado, que desejavam um interventor civil e paulista, foi nomeado por Vargas para o cargo. Teve de enfrentar a princípio forte oposição movida por setores militares, especialmente pelo general Daltro Filho, comandante da 2ª Região Militar. Superado esse obstáculo, dedicou-se à reconstrução do aparelho administrativo, completamente desarticulado pelas represálias e perseguições que se seguiram à Revolução Constitucionalista. Durante sua gestão foi criada a Universidade de São Paulo (USP), projetada para ser um centro de excelência acadêmica, e para a qual se recorreu à contratação de professores europeus e norte-americanos. 

No plano político, promoveu o reordenamento do quadro partidário estadual com a criação do Partido Constitucionalista, que absorveu o PD (oficialmente extinto em fevereiro de 1934) e uma dissidência do tradicional Partido Republicano Paulista (PRP). Ao mesmo tempo, buscou aproximar-se do governo federal, o que levou Vargas a incluir em seu ministério dois nomes indicados pelo Partido Constitucionalista: Vicente Rao, na pasta da Justiça e Negócios Interiores, e José Carlos de Macedo Soares, na de Relações Exteriores. Em outubro de 1934, comandou a vitória de seu partido nas eleições para a Constituinte estadual, cujos membros o elegeram governador constitucional em abril do ano seguinte. (Fonte CPDOC-FGV)

Afficher l'image d'origine

Nas eleições de 1933, a médica, escritora e pedagoga Carlota Pereira de Queirós* foi eleita, tornando-se a primeira mulher deputada federal brasileira. Ela participou dos trabalhos na Assembléia Nacional Constituinte, entre 1934 e 1935. Médica formada pela Universidade de São Paulo em 1926, com a tese ‘Estudos sobre o Câncer’ a Doutora Carlota organizou um grupo de 700 mulheres e junto com a Cruz Vermelha deu assistência a centenas de feridos que chegavam das frentes de batalha. Em 1950, fundou a Academia Brasileira de Mulheres Médicas. in GGN.

*diplomada pela ENC e professora do Jardim da Infância antes de cursar medicina; nota minha.
Anúncios
Esse post foi publicado em Parte II- Caetano de Campos - O QUE FOI PUBLICADO SOBRE A ESCOLA NORMAL A PARTIR DE 1920. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s