PARTE II – Caetano de Campos – Praticamente nada foi publicado sobre a ENC no ano de 1936.

1936

NADA ENCONTRADO NO ACERVO DO JORNAL OESP EM Janeiro e Fevereiro de 1936.

Março de 1936.

Para que os leitores se situem naquele ano, enxerto aqui alguns artigos que explicam o funcionamento do poder, começando pelo poder municipal.

14/03/1936(OESP)

Os candidatos do PC (Partido Constitucionalista) à Câmara Municipal

Nomes:

Dr. Adhemar Queirós de Moraes

Alcides Chagas da Costa

Alexandre de Albuquerque

Dr. Antonio Candido Vicente de Azevedo

Dr. Antonio José de Freitas

Dr. Antonio Queirós Telles

Francisco Machado de Campos

Dr. José Cerquinho de Assumpção

Dr. José da Costa Machado de Souza

Dr. José Ferreira da Rocha Filho

Dr. Laurentino Antonio Moreia de Azevedo

Dr. Luiz Augusto Pereira de Queiroz

Dr. Mario Ottoni de Rezende

Dr Miguel Paulo Capalbo

Dr. Modesto Naclério Homem Neto

Dr. Nicolau Marques Schimidt

Samuel Augusto de Toledo

Thiago Masagão Filho

Dr. Thomaz Lessa

Dr. Zozimo Alberto Bittencourt de Abreu

Até 1916, para se candidatar a prefeito, era exigido o posto de vereador do candidato. Somente em 1953 os prefeitos de SP começaram a serem eleitos diretamente, com a vitória de Jânio Quadros.

Quanto à Câmara, desde 1892, predominou o PRP; eram os membros da Câmara que votavam para a escolha do presidente da república.

EM 1926, foi criado o PD,  em consequência da “debacle” do PRP com as revoluções de 22 e 24.

Vargas fechou todas casas legislativas, que voltaram a funcionar apenas em 47.

 

19/03/1936 (OESP)

Universidade de São Paulo

Realizou-se ontem, com notável brilho, a solenidade de abertura dos cursos da Universidade de São Paulo no presente ano letivo – As atividades  do ano universitário de 1935 expostas pelo professor Reynaldo Porchat, reitor da universidade – A preleção ianugural, preferida pelo profesor Antonio de Sampaio Doria.

(SENTADOS: Prof. Victor da Silva Freire, Dr. Christiano Altenfelder Silva, Secretário da Educação, Prof. Reynaldo Porchat, Primeiro Reitor
EM PÉ: (da esq. para dir.): Prof. Salvador Toledo Piza Junior, Affonso de E. Taunay, José de Mello Moraes, Raul Briquet, Benedicto Montenegro, Antônio de Sampaio Dória, Antônio de Almeida Junior, Theodureto de Almeida Camargo, Fernando de Azevedo, Candido Motta, Cantídio de Moura Campos, Theodoro Augusto Campos e Altino Augusto Azevedo Antunes; os gnomes grifados por mim são de professores oriundos da ENC; in USP – REITORIA)

)                             Afficher l'image d'origine

Resumo:

A solenidade ocorreu na véspera e o que nos interessa encontra-se na coluna FFCLUSP , onde é mencionado o fato de 50 professores primários terem seguido, como ouvintes, cursos de aperfeiçoamento,  tema seguido na coluna sobre o Instituto de Educação.

Instituto de Educação (resumo)

No Instituto de Educação funcionaram regularmente o curso normal de formação de professores primários e o curso normal de administração escolar, inaugurados em 1935, aquele com 35 alunos e este com 46. Deixou de ser instalado o curso de formação pedagógica do professor secundário, cuja primeira turma será constituída  no corrente ano de 1936 com os alunos da FFCL que já estando no 2° ano desse Instituto, queiram fazer o curso simultaneamente com o seu curso cultural daquela Faculdade.

Refere-se depois( o orador) ao esforço do Instituto de Educação e escolas anexas em favor da modificação do ensino, encaminhando-o para o lado experimental, voltando da exposição ao método indutivo e firmando-o nos trabalhos de laboratório onde se pratiquem a observação direta e de pesquisa  de acordo com os métodos científicos.

Em seguir s.exa. fala nos quatro concursos que o instituto realizou, já estando providas duas cadeiras, e sobre o movimento da Biblioteca do Instituto, modelarmente organizada. Por último o reitor da universidade refere-se às conferências promovidas pelo estabelecimento, das quais destaca as dos professores Henri Vallon (escrito com “V”) e Jean Mogé.

(Henri Wallon; Escola Nova)
“Militante apaixonado, o médico, psicólogo e filósofo francês mostrou que as crianças têm também corpo e emoções (e não apenas cabeça) na sala de aula”.
                                                     Afficher l'image d'origine

ABRIL  MAIO e JUNHO de 1936

NADA ENCONTRADO.

JULHO de 1936.

11/07/36

SOCIEDADE

Ocorrendo aos 16 do corrente o 5° aniversário de formatura dos professores diplomados pela EN Praça da República, uma comissão está organizando um almoço para festejar a data, para o qual convida todos os colegas.

(…)

 

AGOSTO SETEMBRO OUTUBRO NOVEMBRO e DEZEMBRO de 1936

NADA encontrado sob a rubrica “Escola Normal da Capital” nos acervos do jornal OESP.

Complete seu conhecimento, clicando abaixo:

A biblioteca escolar infantil do Instituto de Educação Caetano de Campos (1936-1966)

 

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s