PARTE II Caetano de Campos. Julho e agosto de 1946. Prêmios e hinos!

JULHO

18/07/1946 (OESP)

Hino Normalista

O Departamento Estadual de Informações, em cooperação com a Comissão Central Executiva das Comemorações do 1° Centenário do Ensino Normal do Estado de São Paulo, acaba de abrir um concurso para composição  da letra do “Hino Normalista”.

Condições:

  1. A composição poética deve ser inédita, ressaltando a missão do professor;
  2. Não deve exceder de 20 versos, incluindo o estribilho;
  3. Somente concorrerão brasileiros natos;
  4. O DEI concederá prêmios ao primeiro e ao segundo colocado, de 8.000 e 3.000 cruzeiros;
  5. As inscrições deverão ser feitas com pseudônimos, com identificação em envelope fechado.

(…)

Encerramento do certame: 20 de agosto de 46, devendo os trabalhos ser enviados ao DEI, à rua Antonio de Godoi, 122.

http://memoria.bn.br/DocReader/Hotpage/HotpageBN

23/07/1946 (OESP)

Prêmo Caetano de Campos

Realizada ontem uma reunião da Associação dos Ex-alunos da Escola Normal “Caetano de Campos” onde foi decidido de instituir o “Prêmio  Caetano de Campos” ao melhor aluno  da EN que se distinguir na cadeira de Biologia Eduacacional.

Comissão estabelecedora do regulamento:

Clotilde Kleiber (professora), dr. Salvador Rocco, José de Oliveira Orlandi, Horacio Quaglia, René de Oliveira Barbosa, Valter Barioni e o dr. Reinaldo Kuntz Bucsh.

 

24/07/1946 (OESP)

Sociedade Brasileira de Autores Teatrais na Escola “Caetano de Campos”

(resumo)

Problema: falta de teatros em São Paulo

Chegou em São Paulo  a caravana da Sociedade Brasileira de Autores Teatrais para negociar com as autoridades o aumento de salas de teatro na capital paulista (prefeito: Abrahão Ribeiro – nota minha) onde dez trupes cariocas gostariam de se apresentar, sem ter onde.

(Segue, no artigo, a lista com os nomes dos membros da caravana)

Na Escola “Caetano de Campos”, em companhia do sr. Interventor federal, a caravana e seus colegas paulistas visitaram o estabelecimento, recebidos por dona Carolina Ribeiro. Ali conversaram com os alunos antes de seguirem para o Salão Nobre, onde foram homenageados, apresentados pelo autor Geisa de Boscoli.
Ouviram coros apresentados pelo orfeão da Escola e Joraci Camargo (foto) fez uma saudação aos alunos, abordando a questão da renovação do teatro nacional.

Afficher l'image d'origine

O maestro Vila-Lobos falou de um decreto assinado pelo presidente da República reorganizando o ensino de música nas escolas, reorganização que ele havia feito há 16 anos no palco da mesma Escola.

Carolina Ribeiro tomou da palavra elogiando o Interventor Federal, (Macedo Soares -nota minha) e a visita foi concluída; a carvana dirigiu-se, então ao Palácio dos Campos Elíseos.

tvsinopse.kinghop.net (Os Vianna, Oduvaldo e esposa, com Vianinha, caetanista e autor)

25/07/1946 (OESP)

No 26/07/1946  Roger Bastide vai tecer uma homenagem na Biblioteca  Municipal, ao cientista francês, Georges Dumas, que visitou a nossa Escola no começo do século XX.

 

E

 

O Comandante da da Força Expedicionária Brasileira, general João Batista Mascarenhas de Moraes chegou à Capital Paulista para receber o título de doutor “honoris causa” pela USP.

A sessão solene para a entrega do documento vai ser feita amanã, às 21 horas, no auditório da Escola “Caetano de Campos”.

Anúncios
Esse post foi publicado em Parte II- Caetano de Campos - O QUE FOI PUBLICADO SOBRE A ESCOLA NORMAL A PARTIR DE 1920. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s