Ana Cândida Sandoval Trigo, caetanista emérita.

Ana Cândida Sandoval Trigo

(Hebe José Boa Viagem)

1883 – 1964

    (Iguape em imagens)

Cidadã Benemérita de Iguape

Família Sandoval

Depois de tantos Sandovais  neste livro não poderíamos deixar de registrar a biografia de Ana Cândida Sandoval Trigo, a Dona Candinha, tia avó, direta  ou indiretamente, de alguns deles.

Ela, filha de lavradores, nasceu em Caconde (SP) em 08/08/1883. Ainda jovem mudou-se para São Paulo a convite do tio, Joaquim Barbosa Sandoval, para estudar.

Frequentou a famosa Escola Estadual  Caetano de Campos, situada  na Praça da República e nela formou-se professora em 1903.

No ano seguinte casou-se com o Capitão Benevides Trigo,  foi morar em Iguape e lá passou a lecionar no Grupo Escolar da cidade. Em 1916 transferiu-se para o prédio novo e nele permaneceu até aposentar-se aos 70 anos, compulsoriamente, em1953.

Affichage de Cidadã Benemerita de Iguape1.jpg en cours...

Era muito respeitada por todos pela sua cultura, modéstia e, especialmente, como professora. Atendia sempre com boa vontade  as crianças, alunos ou não, para ajudá-las nas suas dificuldades nas disciplinas escolares. Sua dedicação ao magistério foi ainda mais intensa após o falecimento do único filho e do esposo. Foi presidente da Caixa Escolar de 1945 a 1954.

Em 1953, no Jubileu de Ouro de sua formatura, recebeu muitas homenagens. A Prefeitura de Iguape colocou seu nome na antiga Rua 24 de Outubro; a Igreja Matriz celebrou uma Missa em Ação de Graça e o jornal Eldorado Paulista, no artigo Justíssima  Homenagem,  por Carlos Fausto Ribeiro, assim se refere a Dona Candinha:  De uma vocação e dedicação raríssimas, juntava,ao seu caráter de escol, a paciência e bondade que sempre foram  a formosura de sua personalidade. Lidou, nesse transcurso de tempo, com todas as castas sociais, as quais receberam a sua instrução sem que nenhuma se sentisse diminuída ou exaltada pela diferença de tratamento recebido. O seu exemplo é um paradigma para todos os vocacionados e  um estímulo  para os que se propõem a servir, com dedicação, aos altos interesses da coletividade.”

    Em 1955, mais uma homenagem: a inauguração da Biblioteca Dona Candinha!

Mais outra, em 1960, advinda da Câmara Municipal de Iguape que lhe concede  o titulo de Cidadã Benemérita de Iguape !

   

Dona Candinha residiu por mais de 50 anos num solar assobradado, localizado no Centro Histórico de Iguape, perímetro  protegido pelo CONDEPHAAT  desde 1975. Todavia, o próprio CONDEPHATT, em 2006, autorizou sua demolição.  Segundo Roberto Fortes, jornalista e historiador de Iguape, esse fato “arrancou para sempre uma rica página da Historia não apenas de Iguape, mas do Vale do Ribeira e do Estado.”

Ana Cândida Sandoval Trigo faleceu em 1964.

Referências;

Dados obtidos nos estudos de:

  • FORTES, Roberto – jornalista r historiador de Iguape;
  • SANDOVAL, Roberto Boa Viagem – genealogia de seus familiares
Anúncios
Esse post foi publicado em outros documentos. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Ana Cândida Sandoval Trigo, caetanista emérita.

  1. Cláudio disse:

    Seria ela parente de Leônidas Sandoval Neto , também estudante da “Caetano ” na década de 50 , e que foi meu colega ?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s