III – 1875 – A Escola Normal da Capital de um lado e o dr. Antonio Caetano de Campos, do outro.

No ano em que nasceu o jornal A Província de São Paulo (APSP) a Escola Normal da Capital, que tinha sido modesta e pobre, reabria suas portas depois de tê-las fechado uma primeira vez.

Résultat de recherche d'images pour "jornal a provincia de sao paulo 1875"(Memoriall 0087A – Jose Maria Lisboa)

Em 1875, ainda no Império, um grupo de intelectuais e homens de poder resolveram nela fazer uma primeira reforma, dando-lhe um status superior àquele do 1° período, mudando as regras do jogo à entrada e à saída, colocando nos seus bancos seus filhos e apadrinhados e abrindo uma seção feminina. Evidentemente, os novos diplomados teriam reputação e ordenados interessantes, se aprovados com a menção “plenamente”.

Quanto ao dr. Antonio Caetano de Campos, jovem doutor de 31 anos de idade,  estava levando uma vida conturbada com a perda do filhinho, e trabalhava intensamente como clínico antes de ingressar na Santa Casa de Misericórdia e na Beneficiência Portuguesa.

(Memoriall)

As publicações no jornal  A Província de São Paulo (APSP) sobre Caetano de Campos  datadas a partir de 1875, englobam apenas notificações pessoais, informes, e assuntos relacionados à sua profissão de médico e conferencista.

As publicações no jornal  A Província de São Paulo (APSP) sobre a Escola Normal da Capital (ENC ou ENSP) englobam a sua reabertura.

Abaixo os leitores encontrarão as TRANSCRIÇÕES DO JORNAL APSP compilados em ordem cronológica onde os redatores  Américo de Campos e Rangel Pestana nos deixaram informações preciosas.

1875

12/01/1875- APSP

O dr. Antonio Caetano de Campos perdeu o filho Aldo, de 11 meses, em decorrência de uma coqueluche.

 

27/01/1875 e 02/02/1875 –

O dr. Antonio Caetano de Campos avisa que mudou-se da rua da Glória para o Largo Santa Ifigênia (foto), 26 e continua a consultar na rua do Commercio, 29.

Résultat de recherche d'images pour "largo santa efigenia sao paulo antigamente"

20/02/1875

Preleções pelo dr. Antonio Caetano de Campos sobre
Fisiologia Comparada e Higiene

Sábado e domingo às 6h 30’

Rua Dr. Cândido Barata. 20-14.

18/04/1875

Propagadora da Instrução Pública, oferecimento à  Escola do Povo

Matrículas abertas para os cursos de Higiene e Fisiologia comparada por Caetano de Campos

(O dr. Cândido Barata iria abrir a Casa da Saúde na rua do Camo  e o dr. Antonio Caetano de Campos -e outros médicos citados – foi conferente ali.)

 

11/05/1875

Francisco de Melo Paiva, bacharel, candidato à uma das duas vagas propostas pela ENC desiste do posto por constatar enormes irregularidades durante o concurso, inclusive privilegiando o candidato “preferido”, professor interino da ENC , o sr.Paulo do Valle.

(NOTA MINHA: Tudo bem provado, com as leis, artigos e parágrafos!)

 

 

1/ 19/ 22/31/01/1875 (APSP) e 02/ 04/07/02/1875

“Pela Secretaria da Inspetoria Geral da Instrução Pública, se faz público  que as matrículas  da primeira cadeira da Escola Normal desta capital começarão no dia 1° de fevereiro próximo futuro e terminarão no dia 15 do mesmo. As pessoas que quiserem matricular-se no 1° ano requererão à inspetoria geral, instruindo suas petições com certidão de batismo e atestado do pároco e de outras autoridades competentes que provem sua moralidade e idoneidade para o magistério primário, mediante os estudos da escola, como prescreve o art. 6 do Regulamento de 9 de maio do corrente ano.”

“Só poderão matricular-se  na referida escola, os indivíduos maiores de 16 anos que saibam ler, escrever e contar, tenham moralidade notória e não tenham enfermidades contagiosas, nem defeitos que os inabilitem para o magistério, como prescreve o Art; 4° do Regulamento de 9 de Maio do ano próximo passado.”

Secretaria da inspetoria geral da instrução pública de São Paulo.

1 de janeiro de 1875.

O secretário,

João Aureliano de Toledo.            

 

16/02/1875 (segundo artigo de 02/08/28 sobre as 3 fases da ENC) com a lista das personalidades que reabriram a ENC em 1875, seguida da lista de alunos matriculados.

Nota: os cargos dos reformadores da ENC foram completados por mim; os nomes dos alunos matriculados, parentes dos reformadores da ENC se encontram em vermelho, também acrescentados por mim.

Reaberura da Velha Escola Normal

(…)

Eu, João Aureliano de Toledo, escrevi:

1-  João Theodoro Xavier (presidente da Província)

2-  Vicente Pires da Motta (vice-presidente da  Província de SP; bacharel e sacerdote)

3- Martim Francisco Ribeiro de Andrada

4- Francisco Aurélio de Souza Carvalho (Inspetor desde 1851 da Instrução Pública e diretor da ENC)

5- Paulo Antonio do Valle(bacharel

6 -Dr. Antonio Carlos Ribeiro de Andrada Machado e Silva (Barão de Piratininga) presidente da Câmara dos Deputados do Brasil, senador da República, presidente da Assembleia Nacional Constituinte de 1932-1933, ministro de estado e presidente do estado de Minas Gerais.

7- Victorino Caetano de Brito (jurista)

8- José Joaquim Cardoso de Mello-15° governador de SP – 1)- Francisco Pedro do Canto(familia Canto e Mello)

9- Antonio Rodrigues Velloso Pimenta (tenente coronel)

10- Antonio Pinto do Rego Freitas (presidente da Câmara Municipal de SP, doador da Santa Casa) -7) Luiz Gonzaga de Campos Freitas

11- Antonio Egydio de Moraes(politíco)

12- João Pedro de Almeida

13- Luiz Joaquim Carneiro de Castro Leão (brigadeiro)

14- Henrique Antonio Barnabé Vincent (juiz)

15- José Candido de Azevedo Marques(bacharel)

16- Joaquim de Oliveira Ramalho

17- Francisco Lucio de Oliveira Netto

18- Pedro Antonio Rodrigues de Oliveira

19- Lindolpho Francisco de Oliveira – 8) Fidelis de Oliveira – 13) Octaviano Augusto de Oliveira

20- Manoel José Villaça

21- Antonio Ezequiel de Camargo (juiz de direito e professor de música)

22- Pedro Arbues da Silva (comandante da Força Pública)

23- Dr. Clementino de Souza Motta

24- Vasco Pinto Bandeira Filho (chefe de polícia e deputado)

25- Antonio Gomes Pinheiro Machado (da família do senador assassinado?)

26- Firmino Augusto de Godoy (major)

27- Manoel Augusto de Alvarenga (jurista)

28- João Baptista dos Santos Cruz

29- Marianno da Purificação Fonseca (oficial de gabinete do capitão Bernardo Quartim)

30- Octavio de Oliveira

31- Olympio Catão – 6) Olympio Catão de Lorena(professor e autor)

32- José Luiz Flaquer(senador) –14) José Luiz Flaquer

33- Manoel dos Reis – 21) Manuel dos Reis

34- José Benedicto Corrêa Salgado (jurista?) 11) José Benedicto Corrêa Salgado

35- Thaurino Alves Fernandes de Andrade e

36- Antonio de Carvalho Sardemberg.(empresário do ensino particular em Piracicaba )- 9) Antonio de Carvalho Sardemberg

 

LISTA DE ALUNOS MATRICULADOS NO 1° ANO DA ESCOLA NORMAL desta capital.

1)- Francisco Pedro do Canto(família Canto e Mello)

2) José Julio Gulart

3) João Alves de Siqueira

4) Francisco Solano Ferreira Gonçalves (professor)

5) Lindolpho Francisco de Paula

6) Olympio Catão de Lorena (professor e autor)OK

7) Luiz Gonzaga de Campos Freitas

8) Fidelis de Oliveira

9) Antonio de Carvalho Sardemberg

10) Francisco Manuel dos Passos Jr.

11) José Benedicto Corrêa Salgado

12) José Cypriano de Castro Vasconcellos

13) Octaviano Augusto de Oliveira

14) José Luiz Flaquer

15) José Antonio Lopes Ferreira

16) Henrique Luiz de Andrade Meira

17) Cesari Lange Adrien

18) Felismino Vieira Cordeiro

19) João Baptista dos Santos Cruz

20) João Maximiniano da Silva

21) Manuel dos Reis

NOTA MINHA :  Sobre 21 vagas, 8 alunos matriculados são familiares dos 31 assinantes da ata.

 

O Pátio do Colégio foi a sede do Conselho Provincial de São Paulo (1828/1834) e depois da Assembleia Legislativa Provincial de São Paulo (1835/1889)

https://i1.wp.com/www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-02-2015/fg167206.jpg

26/02/1875 APSP

Assembleia

Sessão ordinária aos 23 de fevereiro de 1875

Presidência do sr. Lopes Chaves

Aprovada a ata, leu-se o expediente constante de diversos pareceres de comissões dos seguintes projetos:

Um dos senhores R. Alves  e Marcondes elevando à cidade, a vila de Caçapava.

O outro, do senhor P. Egydio modificando a lei sobre Escola Normal e outras medidas relativas à instrução pública.

(…)

 

03/03/1875 APSP

Atos oficiais

Dia 24

De José Antonio Lopes Ferreira, concedo dois anos de licença para o fim de fazer o suplicante o curso da Escola Normal da Capital.

 

05/03/1875 APSP

Assembleia provincial

Atos Oficiais

Do professor interino da Escola Normal, de 27 do corrente, remetendo a lista de livros comprados para a biblioteva da mesma escola , na importância de 312$000. – Ao tesouro para pagar.

 

07/03/1875 APSP

“União escolástica”

Comunicamos que com esse título instalou-se dia 4 de março, nesta capital, uma associação literária, fundada pelos alunos da Escola Normal com o fim de mútua proteção e aperfeiçoamento nos estudos.

Na mesma ocasião procedeu-se a eleição do Diretório, que ficou organizado do seguinte modo:

Presidente – Olympio Catão

Vice-presidente – Luiz de Campos Freitas

Secretário – Cesar Langer Adrien

Adjunto: Fidelis d’Oliveira

Tesoureiro – José Luiz Flaquer.

(…)

12/03/1875 APSP

Assembleia Provincial

Sessão ordinária

(…)

Entre os projetos, foi lido um, propondo a organização na Escola Normal de uma seção semelhante para professoras em condições semelhantes à escola para professores, devendo ser a aula para professoras em hora diversa de modo a poder ser regida pelo professor da Escola.

 

17/03/1875 APSP

Ao público

A decisão do conflito

A propósito do artigo  que escrevemos sobre o levantamento do embargo, que, como advogados da viúva e herdeiros do cidadão francês *Celestino Bourroul, requeremos no edifício da Escola Normal, publicou o Correio Paulistano de hoje, uma resposta cujo autor se descobre pela especialidade da frase e especialidade do entrelinhado.

*Pai de Paul Bourroul que comprou na França os primeiros livros da ENC

 

25/03/1875 APSP

Juízo dos feitos da Fazenda em SP

Ilmo.  Exmo. Senhor

Acuso o recebimento do ofício de v. exc. de 19 do corrente, hoje recebido.

Devo dizer a v.exc., que mandei unir aos autos de embargo da obra nova, que pelo meu juízo ocorrem, o ato de 11 do corrente pelo qual v. exc. Levantou o conflito, julgando administrativo o dito embargo requerido pela viúva e herdeiros  menores do falecido Celestino Bourroul com relação às obras da Escola Normal.

Cumpri quanto me devia no exercício de minha jurisdição, que desde então ficou paralisada em consequência do veto de v. exc..

Considerando provisoriamente como administrativo o embargo judicial, não me cabe considerar nem determinar os efeitos desse veto – , pois v. exc. , bem sabe que a ordem judiciária determina os casos  em que a obra embargada** pode progredir por determinação do juízo. Este, depois do conflito, está com as mãos atadas para qualquer veto de sua competência.

É o que tenho a comunicar a v. exc. Em resposta ao seu oficio.

Deus guarde v. exc.

joao_teodoro_xavier_de_matos Dr. João Theodoro Xavier

Ilma. Exm. Sr. Dr. João Theodoro Xavier, digno presidente da província.

O juiz de direito. – A. C.  Da Rocha.

São Paulo, 20 de março de 1875. (Ver artigo do 7 de março de 1875)

** parece que deveria ser elevada uma obra para abrigar a Velha Escola Normal; embargada, a ENC foi funcionar numa sala da Faculdade de Direito.

09/04/1875 APSP

Num pedido intitulado Instrução Pública, lemos que os professores e seus eventuais substitutos não receberam seus ordanados  de fevereiro e março.

18/04/1875

Propagadora da Instrução Pública, oferecimento à  Escola do Povo

Matrículas abertas para os cursos de Higiene e Fisiologia comparada por Caetano de Campos

 

 

22/04/1875 APSP

Assembleia Provincial

Indereferido o ato de desapropriação da Escola Normal.

 

30/04/1875 APSP e 01/05/1875 e 1° de maio de 1875  APSP

Pela secretaria da Inspetoria  Geral da Instrução Pública, se declara na forma do disposto no art. 48 do reg. de 9 de maio do ano próximo passado, que acha-se designado o dia 8 de maio próximo futuro às 10 horas da manhã, no paço da assembleia provincial para efetuar-se o concurso dos opositores às cadeiras de ensino da Escola Normal da Capital.

Deverão, portanto, comparecer no dia, lugar e hora marcados os candidatos inscritos – dr. Paulo Antonio do Valle e bacharel Francisco Mendes de Paiva, como opositores à 1ª cadeira, e dr. Brazilio Augusto Machado de Oliveira, como opositor da 2ª.

Secretaria da Inspetoria Geral da Instrução Pública.

São Paulo, 20 de abril de 1875.

O secretário

João Aureliano de Toledo.

09/05/1875 APSP
leis e posturas

N° 52 de 21 de abril – Contém diversas disposições sobre a Escola Normal e professoras, e sobre a nomeação de professores nos termos do art. 12 da lei

 

11/05/1875

Francisco de Melo Paiva, bacharel, candidato à uma das duas vagas propostas pela ENC desiste do posto por constatar enormes irregularidades durante o concurso, inclusive privilegiando o candidato preferido, professor interino da ENC, o sr.dr.Paulo do Valle.

Tudo bem provado, com as leis, artigos e parágrafos!

“Seção Livre

Escola Normal

Devo ao público a explicação de minha desistência do concurso para a 1ª cadeira da Escola Normal.

Alguns dos motivos desse meu procedimento, e os mais salientes, não podem ser patenteados por enquanto; os outros vão exagerados no ofício que aqui publico, onde cada palavra significa realmente tudo quanto possa significar.”

Mendes de Paiva.

 

Ao tesouro provincial – Mandando entregar ao dr. Paulo Antonio do Valle a quantia de 428$000 réis para aquisição  de livros para a biblioteca da Escola Normal.

13/05/1875 APSP

(Sarcasmo)

“Coveiro administrativo

Decididamente a época está para enterros;

O presidente da Província manda o capitão Pimenta enterrar a pedra e… por suas próprias mãos enterra a Escola Normal.

À vista disso, o sr. João Theodoro deve acrescentar à primeira cadeira uma aula de flautim e à segunda uma falauta e violão, tudo com exercícios práticos.

Escola Normal! Mas s.exc. quer então os professores por essas normas!

assina:   Um professor público.

E

Atos oficiais:

(por atos de 10)

Foram nomeados professores da Escola Normal:

Da 1ª cadeira, o dr. Paulo Antonio do Valle.

Da 2ª cadeira, o dr. Américo Ferreira de Abreu.

 

Anúncios
Esse post foi publicado em A história da Escola Caetano de Campos. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s