IV (b) – 1876 – O diretor e examinador da Escola Normal prejudicou aluno pobre.

12/04/1876 (APSP)

Ato Oficial do dia 7 de março.

Do bacharel Américo Ferreira de Abreu, professor da EN, de 6 do corrente, comunicando que no dia 17 de janeiro último entrou em exercício da 2a cadeira .

18/04/1876 (APSP)

Distribuição no dia 12 do Primeiro Número de um periódico em tres colunas, órgão dos professors e alunos da Escola Normal.

Redator em chefe: José Raymundo de Vasconcellos;

Redatores: Elias de Paula Santos e Luiz C. Freitas.

 

(Sobre Antonio Caetano de Campos)

22/05/1876 (APSP)

Atos Oficiais da presidência da Câmara

Mandado entregar ao dr. Antonio Caetano de Campos, inspector geral do instituto vacínico  a soma de  2:000$000 para a compra de mobília e objetos necessários para a instalação do Instituto.

Résultat de recherche d'images pour "instituto vacínico"
Instituto Vacinogênico, fachada do prédio principal (Assembleia legislativa de S. Paulo)

Résultat de recherche d'images pour "instituto vacínico"

24/05/1876  (APSP)
Longo artigo versando sobre o aumento dos professores que tiverem obtido certificado pela Escola Normal , com ordenados de 1 :500$000 réis ; o redator  compara o mesmo  com os 79$160 réis pagos aos demais professores, inclusive aos que passarem os exames com resultado « simplificado ».

Os professores vitalícios que forem reprovados nos exames da EN, serão aposentados de ofício, recebendo ordenado proporcional a 10 ou 20 anos de dedicação.

Assina : “um professor da capital(o final de uma carta ao governo cheia de sarcasmo.)

 

05/07/1876 (APSP)

Irmandade de Misericórdia

Elogioso parágrafo ao dr. Antonio Caetano de Campos que é médico da irmandade.

Résultat de recherche d'images pour "Irmandade de Misericórdia de sao paulo"

1° de 08/1876 (APSP)

Assassinato misterioso de professor público de São Roque, aluno da Escola Normal.

O fato ocorreu anteontem na rua Santa Ifigênia.

 

19/10/1876 (APSP)

Pedido de remoção do professor-aluno Francisco Pedro do Canto, desde que finde o curso na EN.

E

Escola Normal

Os exames da EN vão ter início e o jornal APSP se expõe como sugestor das medidas de como devem ser conduzidos os exames (matérias requeridas e grau de severidade de julgamentos), colocando em questão o problema da frequência menos assídua das alunas que não terão como responder às questões no mesmo patamar dos seus colegas do sexo masculino – e que, se verão prejudicadas se os testes não forem adaptados às suas circunstâncias.

 

 

Anúncios
Esse post foi publicado em A história da Escola Caetano de Campos. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s