1884 (b) – 2° Trimestre – José E. Corrêa de Sá e Benevides, diretor interino da Escola Normal.

Abril

1°/04/1884 (APSP)

No expediente da Câmara:

De Antonio Victor de Macedo, professor da Escola Normal, pedindo licença para frequenter as aulas da faculdade.

18/04/1884 (APSP)

PestalozziRésultat de recherche d'images pour "periodico pedagogico pstalozzi 1884"(undamentos – blogge)

Um novo periódico órgão dos alunos da Escola Normal, intitulado  ” Pestalozzi” traz por título esse nome célebre na Pedagogia.

No 1° artigo do jornal podemos ler:

“O jornalismo é uma função inútil, anárquica, desmoralizada; e o jornalista um parasita que cresce sobre a ignorância dos homens.”

Segue, além desse editorial, uma pequena biografia de Pestalozzi; lemos outros artigos, aonde o jornal APSP ridiculariza a fraseacima  assinalada entre aspas.

19/04/1884 (APSP)

Escola Normal

Conferência Pedagógica no dia 21 do corrente, às 7 h da noite, pelo sr. professor da 1a cadeira, dr. Silva Jardim.

20/04/1884(APSP)

Relatório da Sociedade Portuguesa de Beneficiência em S. Paulo, pelo seu  presidente Bernardino Monteiro de Abreu(imagem) em abril de 1884.

                  Résultat de recherche d'images pour "Bernardino Monteiro de Abreu" (Morro do Moreno)

Relata o presidente, que o dr. Antonio Caetano de Campos continua chefe do serviço médico e de cirurgia

25/04/1884 (APSP)

Conferência sobre Higiene Escolar

Na Escola da Neutralidade pelo dr. Antonio Caetano de Campos, 4a conferência sobre Higiene Escolar: o conferencista citou que entram em jogo tanto a escolha do local onde deva ser construída a escola (terreno alto , seco e ventilado) e as suas futuras condições de adaptação (paredes que não provoquem humidade, aberturas permitindo a entrada de maior quantidade de luz, assim que a orientação do edifício, garantindo a boa ventilação do ar nas salas; e estas devem ter área proporcional ao número de pessoas que ai vão respirar.)

O dr. Antonio Caetano de Campos  sublinhou que a mobília deve ser criada de modo a preservar a boa posição da coluna vertical dos alunos.

O médico aconselha a entrada na escola às crianças a partir de 8 anos pois o seu corpo e a sua mente podem responder melhor aos exercícios escolares naquela idade.

 

 07/ , 10/, 16/ e 17/05/1884 (APSP) além de 08/, 12/,  16 e 17/06/1884 e de 01/, 04 e 05/07/1884

ESCOLA NORMAL DE S.PAULO (resumo)

De ordem do ilmo.sr.dr. José E. Corrêa de Sá e Benevides (imagem), diretor interino desta Escola, faço público para o conhecimento dos interessados que acha-se aberta nesta data, a inscrição para o concurso da cadeira de Gramática e Língua Francesa (e de noções de Física e Química), recentemente criada, em virtude da disposição constante da lei n° 50 de 25 de abril de 1884, pela separação do ensino desta matéria do da 5a cadeira.

             (ieccmemorias)     Résultat de recherche d'images pour "José E. Corrêa de Sá e Benevides,"

                                   (…)

Petições e documentos exigidos :

  • certidão de idade ou documento equivalente com que prove a maioridade legal ;
  • Folha corrida e atestado de boa conduta ;
  • Certidão da sua graduação em Direito, Ciências ou Letras pelas escolas superriores do Império ou outras provas de habilitação intelectual .

Assina o professor secretário : Geraldino da Silva Campista

Ao 1° de maio de 1884.

 

16/05/1884 (APSP)

Clube Literário

(pedido de pubicação para 🙂

« Os primeiroanistas da Escola Normal fundaram hoje um clube literário denominado Club Recapitulador – sendo eleito president o sr. F. Conceição. Faltaram no ato da instalação os srs. Boa-Nova, Conceição e J. Brito.”

 

15/05/1884 (APSP)

No obituário aparece o nome de um menino de 7 anos,Benedito,   falecido e paciente do dr. Antonio Caetano de Campos.

 

 17/05/1884

Aviso do Liceu de Artes e Ofícios, com os nomes de todos os professores e as matérias pore les dadas, incluindo Zoologia pelo dr. Antonio Caetano de Campos.

 

1°/06/1884 (APSP)

A redação do jornal APSP acusa o recebimento do 1° n° da revista “Pestalozzi”.

 

03/06/1884

Colegio Barjena

Deram-se sábado os exames das alunas em presença do luzido corpo de famílias, seguidos da distribuição dos prêmios.

Examinadores :

João Kopke, Silva Jardim, Melchiades da Boa-Morte, João Monteiro, dr. Freire, Carlos Muller, Rupp e Antonio Caetano de Campos.

 

07/06/1884 (APSP)

Carta em italiano do secretário do Circolo Operaio Italiano para agradecer a presença do Club Republicano Acadêmico; Club Galvão Bueno; Club 24 de maio; Sociedade Abolicionista Artística  Paulistana; Escola Normal; Societé Française 14 Juillet às comemorações do Segundo Aniversário da Morte de Giuseppe Garibaldi..

Socirtà di Beneficenza Italiana

 

12/06/1884 (APSP)

Despacho na câmara provincial

De José Affonso de Paula e Costa, pedindo para ser admitido a prestar exame vago das matérias do 3° ano da Escola Normal.

 

18/06/1884 (APSP)

Arthur Gomes, professor da Escola da Neutralidade –    Nomeado interinamente para reger as aulas de francês da Escola Normal pelos doutores Kopke e Silva Jardim.

 

22/06/1884 (APSP)

Dois tópicos na mesma página sobre protesto de alunos da Escola Normal em consequência de uma carta anônima publicada no Correio Paulistano de hoje contra o seu professor de português.

Eles frequentaram aulas particulares de português, francês e pedagogia, dada pelo dito professor, o dr. Jardim, para as quais pagaram 3$000 por matéria/aluno e não 30$000 como relata o jornal, insinuando que assim o teriam feito sob pressão de não serem aprovados em exame oficial.

Assinado pelos alunos aos 21 de junho de 1884.

Sebastião Antonio Dias

Elias Galvão de França Barros

Jorge Corrêa Galvão

Liberato Martiniano B. de Alencar

Francisco Marcondes Pereira

Fidencio Lopes Ribeiro Filho

Sebastião José de Freitas

Abilio Baptista Martins

Carlos Ernesto da Rocha Lima

Arthur Evencio Madeira

Julio Cesae Goulart

José Canuto de Oliveira

Francisco Mariano da Costa Sobrinho

Hyppolito Alvares Cruz

Fernando M. Bonilha Jr.

Joaquim Vaz de Arruda Amaral Jr.

Benedicto Augusto Ferreira.

 

Nota minha : 3(matérias) X 3$000 = 9$000

9$000 X  17 (inscritos) = 153$000

(quando interesses particulares se imiscuem na vida pública !)

 

26/06/1884 (APSP)

Carta de Godofredo Furtado ao público que, como professor da Escola Normal e de aulas particulares se defende do escândalo do precedente caso.

 

Anúncios
Esse post foi publicado em A história da Escola Caetano de Campos. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s