FELICIDADE

(wilma schiesari-legris)

Ratos rotos roem a felicidade

nas cidades, nos campos e nos esgotos,

esgotando-se em gotas de suor.

Gastos pelos gestos repetidos

repentinamente encontram o gosto

de nada gostar, gastando o pago,

pêgos na engrenagem e

arrastados para as garagens.

Sobram o consumo, os insumos,

a felicidade da facilidade,

no fastídio da existência.

Sentença final da sociedade:

ratoeiras ou…

Raticídios!

Esse post foi publicado em Expressão livre: textos dos leitores. Bookmark o link permanente.

2 respostas para FELICIDADE

  1. Maria Heloísa Martins Dias disse:

    Gostei imenso de seu texto, Wilma! Habilidade com as palavras, v. é ágil e profunda nas observações sobre nossa realidade social. Não sei se tem outros textos afins a esse, mas seria muito legal constituir uma coletânea para publicação.
    Parabéns, abraço de “felicidade”!
    Heloísa

  2. Maria Heloisa; escrevemos não por sermos felizes, mas por estarmos decepcionadas. bjs;

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s