Marilia Estevão disse, em referência ao artigo “Professora é prostituta?”, de Dad Squarisi

Marilia Estevão disse:

pinterest

Amigos,
Função de dicionário é registrar os diversos usos presentes e pretéritos das palavras. Afinal, não vamos deixar de ler os clássicos, não é? Temos que ter muito cuidado com a invasão do politicamente correto, essa praga que vem calando os discursos e nivelando por baixo os argumentos e sobretudo o ensino da nossa língua. Querer que os dicionários cortem significados que não estejam de acordo com o que querem grupos sociais é uma das coisas mais ditatoriais que existem. Estamos vivendo tempos obscuros e não tanto por causa dos poderes constituídos, mas sim por uma censura impetrada por formadores de opinião que lucram de alguma forma com suas causas e que disseminam as ideias mais estapafúrdias “embaladas” como coisas nobres para a sociedade. Esta é uma delas. Li ontem, horrorizada, que o Netflix foi obrigado a retirar de seu catálogo o clássico E o Vento Levou por pressão de militantes da causa antirracista; os militantes dessa mesma causa no Brasil continuam pressionando o MEC a banir toda a obra de Monteiro Lobato por causa da personagem Tia Anastácia; instituições federais de ensino estão abolindo, em seus documentos, as desinências de gênero na palavra “aluno”, entre outras barbaridades (como se escrever alunx ou alun@ acabasse com o preconceito sexual). Enfim, a conotação pejorativa da palavra “professora” conviveu, por uma determinada época, com seu significado principal. Nada demais. Temos que aprender a dialogar internamente com produtores de conteúdo que eram pessoas de suas épocas e reconhecer-lhes a importância de registro da evolução da língua portuguesa. Um bom leitor é aquele capaz de compreender os diferentes significados das palavras de acordo com o contexto. Aquele que não consegue fazer isso é um analfabeto funcional (esta sim a maior tragédia da educação brasileira).

ieccmemorias E o professor? Como é que ficaria?
Esse post foi publicado em Expressão livre: textos dos leitores, Uncategorized. Bookmark o link permanente.

2 respostas para Marilia Estevão disse, em referência ao artigo “Professora é prostituta?”, de Dad Squarisi

  1. Cláudio Salvador Buono disse:

    Apoio o texto. O absurdo dos “politicamente correto” , ditados por pseudo-intelectuais , cidadãos com síndrome de atenuantes de ignorância, pode destruir e distorcer raízes e fatos reais de conhecimento histórico.

  2. Cláudio Salvador Buono disse:

    por favor , seria possível saber a data, ou dados , da primeira foto ? Obrigado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s