“ÓRFÃO”

por Renato Castanhari Jr.

Realmente um momento difícil este que passamos. A cada dia, a notícia de alguém querido que se vai.

Ontem foi a vez de um ser único, que há 44 anos acolhia em sua agência de publicidade, a Almap, um estudante de comunicação para um estágio em sua premiada equipe de criação.

Alex Periscinoto. Um mestre, um gentleman, um ícone da propaganda mundial. Um pai que me deixa órfão, assim como centenas de irmãos que, como eu, foram adotados por ele. E que aprenderam com seus ensinamentos em um escola da vida publicitária que não existe mais.

Um mentor sábio, que contava histórias como nenhum outro, e através delas ensinava, cativava, enriquecia a vida dos seus seguidores e admiradores.

Um guia, que me pegou pela mão, fez o prefácio do meu primeiro romance e aos 90 anos, em 2015, subiu sozinho as escadas rolantes da Livraria Cultura do Iguatemi para marcar presença no lançamento dos livros do Ladeira da Memória que produzi, junto com outro filho dele, o Campioni.

Nosso pássaro voou, deixou a gaiola, missão cumprida com louvor. E seus filhos adotivos agradecem, com o coração apertado, felizes por tê-lo tido em suas vidas.

Esse post foi publicado em Atualidades, Expressão livre: textos dos leitores. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s